WHAT'S NEW?
Loading...

Bahia fechou 2019 como o estado líder na geração sustentável de energia no Brasil

Resultado de imagem para Bahia fechou 2019 como o estado líder na geração sustentável de energia no Brasil

A Bahia fechou o ano passado como o estado líder na geração sustentável de energia no Brasil. Os dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) mostram que os baianos foram responsáveis por 32% da geração de energia por fonte eólica e por 33,7% da geração solar fotovoltaica no país em 2019. E mais: a fonte eólica cresceu mais de 50% e a fotovoltaica mais de 70% em relação a 2018.

De acordo com a SDE, os parques que estão em operação já investiram mais de R$ 20 bilhões e criaram mais de 32,2 mil empregos. Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis de dezembro, divulgados na última sexta-feira (24), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

“Os números são muito claros. A Bahia é protagonista do segmento de renováveis no país. Além de contribuir para a diversificação da matriz energética, o setor alavancou o desenvolvimento econômico e social no interior, especialmente no semiárido, onde a maioria dos parques estão implantados”, explica João Leão, vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Os dados da SDE mostram que, de janeiro a novembro de 2019, foram gerados 15.152 Gigawatts (GW) hora/ano, energia eólica capaz de abastecer 126 milhões de residências/ano, beneficiando 378 milhões de habitantes/ano – equivalente a 27 vezes a população baiana. A Bahia tem 165 parques eólicos em operação, com capacidade instalada de 4GW e mais de 1.340 aerogeradores.

Mais de 83 parques eólicos e outros 14 solares estão em construção ou planejamento

Os parques implantados já beneficiaram 20 município, onde foram investidos R$ 16,3 bilhões e gerados mais de 22 mil empregos diretos na fase de construção. O estado tem 43 parques em construção e 40 parques com construção a iniciar, com previsão de investimento de R$ 8,5 bilhões e geração de 33,9 mil empregos diretos e indiretos. Até 2025, a previsão é que a Bahia alcance 6,3 GW de potência instalada.

Assim como os ventos, os excelentes níveis de radiação solar fizeram a Bahia se destacar com o aproveitamento de recursos naturais. São 29 parques fotovoltaicos em operação, com 777 Megawatts (MW) de capacidade instalada e mais de 3 milhões de módulos fotovoltaicos, onde já foram investidos R$ 3,8 bilhões. Foram gerados mais de 10 mil empregos diretos na fase de construção dos parques que já estão em operação.

A Bahia tem 14 parques que ainda não começaram a ser construídos. A previsão é que eles incluam na rede elétrica 657 MW até 2024, com investimento de R$ 2,8 bilhões e geração de mais de 8,5 mil empregos diretos na fase de construção.