WHAT'S NEW?
Loading...

CPFL irá investir R$ 11,9 bilhões em quatro anos

Resultado de imagem para CPFL Energia

A CPFL Energia prevê investimentos de R$ 11,9 bilhões entre 2019 e 2023. Do total, R$ 10,1 bilhões serão direcionados à área de distribuição, R$ 1 bilhão em geração, R$ 642 milhões em transmissão e R$ 172 milhões em comercialização e serviços. Os valores não incluem eventuais aquisições de ativos e novos projetos.

No caso de geração, a companhia possui dois projetos alinhados. O Complexo Gameleira, no qual quatro parques eólicos vão reunir 23 torres eólicas na região de Touros, no Rio Grande do Norte, com potencial de gerar 69,3 MW de energia.

Outro projeto é a PCH Cherobim, na cidade de Lapa, no Paraná, com capacidade de geração de 28 MW de energia. As obras devem começar em 2021 e têm prazo de conclusão em dezembro de 2023. Ambos os projetos possuem previsão de entrada em operação em 2024.

Nos últimos três anos, a companhia informa que a entrega de todos os projetos foi feita dentro
do prazo previsto e do orçamento. Nos últimos projetos, a CPFL Renováveis conseguiu até antecipar a entrega dos projetos, como a PCH Boa Vista 2, em Varginha (MG), e as usinas eólicas Campo dos Ventos, São Benedito e Pedra Cheirosa nos estados do Rio Grande do Norte e Ceará.

Já no segmento de transmissão, a CPFL Energia vai investir R$ 817 milhões nos projetos de transmissão conquistados em leilões realizados pela Agência Nacional de Energia Elétrica
(Aneel) em 2018.

A empresa arrematou o projeto para a construção da subestação Maracanaú II (Ceará), e conquistou os Lotes 5 e 11, que compreendem novas subestações e linhas nos estados de
Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Os investimentos no Lote 5 preveem melhorias na subestação Itá e 320 km de novas linhas de transmissão. O projeto no Lote 11 estabelece a construção de duas novas subestações e 85 km de linhas. As obras deverão ser completadas em um período de cinco anos.

A CPFL Energia vem apostando também no mercado de geração solar fotovoltaica. Nesse segmento, a companhia atua com a CPFL Soluções com foco na criação de fazendas solares para clientes comerciais e industriais, e a Envo para atender o mercado de geração solar distribuída para clientes residenciais e comércios de pequeno porte.

Em julho de 2019, a CPFL Soluções deu início ao projeto da Usina Solar Fotovoltaica América, em Americana (SP).

Com investimento de R$ 4,6 milhões, o projeto contempla um sistema de painéis solares com 3.320 módulos com capacidade de gerar 1.771 MWh por ano, suficiente para abastecer
738 residências. A previsão é que a usina esteja concluída em dezembro.

A CPFL Soluções já viabilizou uma série de projetos de geração solar distribuída para grandes clientes, como a Usina Capim Branco, em Uberlândia (MG), que abastece estações
da Algar Telecom. Outro exemplo é o projeto do Cadeg, o Mercado Municipal do Rio de Janeiro, maior projeto de geração solar para cliente comercial do Brasil, que resultou
na colocação de 5.124 placas fotovoltaicas cobrindo mais de 10 mil m².