WHAT'S NEW?
Loading...

Parede de concreto avança na construção industrializada

Resultado de imagem para Parede de concreto avança na construção industrializada

O engenheiro Danilo Lorenceto, especialista em paredes de concreto moldadas in loco e industrialização na construção civil, e também de gestão de projetos de construção civil, avalia que é preciso investir em mão de obra e disseminar conhecimento para o desenvolvimento do processo construtivo no canteiro de obras.

Veja a seguir entrevista do consultor técnico sobre como caminha a construção industrializada: A mão de obra é um empecilho para o desenvolvimento da
construção industrializada?

A falta de mão de obra qualificada dificulta todo o processo. Mas, na verdade, é importante que o conhecimento e a informação de tudo que está se desenvolvendo seja disseminado o mais rápido possível. Produtos novos e mais industrializados precisam chegar ao mercado de maneira correta, com investimento em capacitação e treinamento, tanto por parte dessas empresas, que produzem esses produtos, quanto por parte da cadeia final, que são os operários em si. As construtoras têm que entender que precisam investir em mão de obra qualificada.

A logística no país é um grande desafio? O país é muito grande e a gente enfrenta alguns problemas, mas isso não é um condicionante. Hoje, a cadeia de fornecedores de produtos industrializados evoluiu bastante. Especificamente na parede de concreto as empresas de fôrma, que seria um insumo mais pertinente a concreto, atendem todo o território nacional.

Quando se trata, talvez, de casa wood frame, em que há necessidade de transporte, aí começa a dificultar um pouco, ou até de pré-moldados, com fábricas de muito longe e assim por diante.

Mesmo assim, no caso do pré-moldado, a gente teria condição de montar um pré-moldado no canteiro.

Por que a industrialização da obra ainda está concentrada no pré-fabricado de concreto?

A industrialização não está concentrada apenas no pré-moldado. Pré-moldado está bem concentrado em obras industriais e até comerciais, mas a gente tem como exemplo da parede de concreto a MRV, que é a maior construtora da América Latina no segmento habitacional, e 90% das suas obras já são em parede de concreto.

O sistema de paredes de concreto tem como ir além do programa Minha Casa Minha Vida?

A cadeia de fornecedores de fôrmas evoluiu bastante. É importante entender que esse processo evoluiu ao longo do tempo, então, têm, por exemplo, empresas de fôrma que alugam fôrma pelo mínimo de 45 dias, dois meses, dando viabilidade para projetos com poucas unidades, coisa que antes não era possível. Atualmente, está em desenvolvimento com esses fabricantes encontrar um modelo de negócios sustentável, para que daqui a pouco, seja possível atender todo tipo de construção, independente da quantidade. Isso é uma realidade
que deve chegar em breve para nós, é uma evolução do mercado que, com certeza, vai melhorar a performance das obras.