WHAT'S NEW?
Loading...

ANA e CPRM definem prioridades para operação da Rede Hidrometeorológica Nacional


Dirigentes da Agência Nacional de Águas (ANA) recebeu na última semana representantes de todos os escritórios do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) na sede da ANA em Brasília. O objetivo do encontro é definir prioridades e projetos para a parceria entre as duas entidades para 2020, dentro do acordo para operação da Rede, que contará com recursos de cerca de R$ 28 milhões no próximo ano.

O evento Encontro Anual de Planejamento da Operação da Rede Hidrometereológica começou na segunda-feira e terá duração de três dias, com apresentações de técnicos de cada escritório do CPRM. Nessa oportunidade, além de mostrar o que cada unidade pretende realizar no ano seguinte, também são compartilhadas informações administrativas de cada região.

Segundo o superintendente de Gestão de Rede Hidrometeorológica da ANA, Marcelo Medeiros, o atual momento da Rede é o aperfeiçoamento dos controles e da qualidade dos dados. “O produto da Rede é o dado hidrológico. E esses dados somente são utilizados quando possuem confiabilidade e representatividade, ao ilustrar corretamente o processo que está sendo estudado”, disse Medeiros.

Na prática, para aumentar a qualidade dos dados da Rede Hidrometeorológica Nacional (RHN), a ANA e o CPRM deverão alocar esforços em mais capacitação dos seus integrantes, realização de mais encontros técnicos e intercâmbio de informações. “Isso significa que podemos produzir normas que são voltadas para o controle dos processos, tanto no campo como no escritório”, ilustrou Medeiros.