WHAT'S NEW?
Loading...

Empresa anuncia acordo com a Oxiteno para construir uma Unidade de Liquefação no Polo de Capuava

Resultado de imagem para Polo de Capuava

Empresa vai construir e operar uma nova planta que irá capturar o dióxido de carbono bruto da Oxiteno, purificá-lo e liquefazê-lo para uso em diferentes processos industriais e medicinais. 

A Air Liquide Brasil, líder mundial em gases, tecnologias e serviços para a indústria e a saúde, assinou um contrato com a Oxiteno, empresa química multinacional, para construir uma planta de liquefação de dióxido de carbono (CO2) no Polo Petroquímico de Capuava, em Santo André (SP). A nova unidade da Air Liquide aumentará sua capacidade de produção de CO2 em aproximadamente 20% e deverá entrar em operação em meados de 2020. 

A capacidade adicional da unidade deve expandir a oferta para atender o mercado consumidor de dióxido de carbono. A planta de liquefação que será construída pela Air Liquide Brasil irá capturar o CO2 das operações industriais da Oxiteno, purificá-lo e liquefazê-lo, para que fique disponível na forma líquida para reutilização em outros produtos e processos, para uma variedade de indústrias de consumo (CCU - Captura de Carbono e uso). Este produto atenderá aos mais rigorosos padrões de qualidade para uso no setor alimentício -- Food Grade. 

Alexandre Bassaneze, Diretor Geral da Air Liquide Brasil, afirma: “Temos o prazer de apoiar as crescentes necessidades de mercado da indústria, no polo de Capuava, e demonstrar ainda mais nossa tecnologia na captura, liquefação e redirecionamento de CO2, reduzindo assim as emissões para a atmosfera e reforçando o objetivo climático do Grupo”.