WHAT'S NEW?
Loading...

Construtora é alvo da Polícia Federal com bloqueio de R$ 1,7 bilhão de corrupção e lavagem de dinheiro

Resultado de imagem para empreiteiras construtoras  “O CLUBE” petrobras

A Polícia Federal, em cooperação com o Ministério Público Federal, deflagrou na manhã desta quarta-feira (23) a 67ª fase da Operação Lava Jato mira a empresa Techint, segundo o portal G1.

Denominada de Tango & Cash, a ação apura crimes de corrupção ativa e passiva , além de lavagem de capitais. Cerca de R$ 1,5 bi foram bloqueados em referência a ativos financeiros dos investigados.

A suspeita da PF é de que o pagamento total de propina por parte da empresa foi de R$ 60 milhões, equivalente a 2% no valor de cada contrato.

Ao todo, são cumpridos 23 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Cerca de 100 policiais federais participam da ação. Os mandados foram expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba.

Segundo a Polícia Federal, uma das empresas alvo de mandado de busca e apreensão é a a empresa Techint que integrava desde o início o cartel de 9 empreiteiras construtoras batizado de “O CLUBE”, que tinha por objetivo vencer e adjudicar as licitações para todas as grandes obras da Petrobras.

A partir de 2006 o “clube” aceitou o ingresso de outras companhias e chegou a ser composto por 16 grupos empresariais.