WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras terá plano de demissão voluntária para ativos à venda

Resultado de imagem para Petrobras  demissão voluntária

A Petrobras anunciou a criação de planos de demissão específicos para ativos colocados à venda, como refinarias e subsidiárias. Além da demissão, será oferecida a possibilidade de transferência para outras operações da empresa.
Os planos serão oferecidos aos empregados no momento em que os ativos receberem propostas vinculantes, a última etapa da sistemática de desinvestimento acordada com o TCU (Tribunal de Contas da União). Nessa fase, a estatal inicia negociações com a empresa que apresentar a melhor proposta.
Em nota, a empresa disse que o plano de pessoal para ativos à venda prevê três ferramentas: recrutamento interno, desligamento por acordo e desligamento voluntário específico para cada ativo.
A Petrobras não informou, porém, as condições estabelecidas para cada uma das alternativas. Em abril, a empresa anunciou plano de demissão voluntária para empregados que já estão aposentados pelo INSS, com estimativa de economia de R$ 4 bilhões até 2023.
Na nota, a estatal defendeu o processo de venda de ativos, que enfrenta reação de sindicatos e gera ameaça de greve. "Essas iniciativa estão alinhadas à estratégia da Petrobras de uma gestão ativa de portfólio", disse a companhia.
O objetivo, diz, é investir em negócios mais alinhados com suas expertises, buscando geração de valor e maior competitividade entre seus concorrentes. "Em contrapartida, outra empresa poderá investir nesses ativos/unidades, gerando maior retorno para a sociedade", diz estatal.
A empresa abriu processo de venda de quatro refinarias, parte de um processo para se desfazer de oito de suas 13 instalações de refino.