WHAT'S NEW?
Loading...

Onshore terá investimentos de R$ 40 bilhões e criará 700 mil empregos, diz Ministério

Resultado de imagem para Onshore petrobras

Durante o lançamento do programa Reate 2020, que revitalizará o Onshore brasileiro, na última quinta-feira (22), o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque,  declarou que o Brasil atingirá a produção de 500 mil barris por dia de petróleo e gás natural em 2030 e criará 700 mil novas vagas de emprego.

Os números são balizados no aumento de investimentos, segundo o ministro, de R$ 1,6 bilhão anuais para cerca de R$ 4 bilhões por ano, graças a criação do novo mercado de gás e ao lançamento do programa Reate 2020.

O Programa de Revitalização da Atividade de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural em Áreas Terrestres (Reate 2020), visa destravar investimentos no setor que chegarão a R$ 40 bilhões até 2030.

Participarão das discussões, representantes dos ministérios de Minas e Energia, Economia, Casa Civil, EPE, Abipip, IBP, Firjan e Onip. Uma das medidas buscará simplificar, agilizar e tornar a indústria permanentemente aberta à inovação tecnológica e será função da EPE (Empresa de Pesquisa energética) identificar e monetizar o potencial de produção do gás onshore no Brasil, bem como da discussão do licenciamento com a participação do Ibama.

Em alinhamento com o pensamento do governo de ter uma forma de energia barata para alavancar o desenvolvimento econômico do país, já existem projetos bem sucedidos de uso de gás terrestre (onshore) para a produção de energia.

A Eneva tem o projeto Parque dos Gaviões, um polo de produção de gás natural e energia na Bacia do Parnaíba e a Imetame está operando os campos de Cardeal Amarelo e Cardeal Nordeste, ambos na Bacia do Recôncavo, que serão fornecedores de gás natural para a térmica Prosperidade I, com capacidade para produzir 28 MW e que está instalada na cidade de Camaçari, na Bahia.

A Alvopetro vai construir um gasoduto de 11 km  para conectar o campo de Caburé, em Camaçari (BA), e permitir o transporte de gás natural para a Bahiagás, distribuidora do estado.

Segundo a ANP, as bacias maduras terrestres (Espírito Santo, Potiguar, Recôncavo, Sergipe e Alagoas) produziram 103,6 Mboe/dia em junho, sendo 81,9 barris por dia de petróleo e 3,5 milhões de m³/dia de gás natural, sendo que 97,1 mil boe/dia foram produzidos pela Petrobras.