WHAT'S NEW?
Loading...

Ministro da Infraestrutura defende protagonismo da iniciativa privada em evento para empresários

Resultado de imagem para Ministro da Infraestrutura defende protagonismo da iniciativa privada em evento para empresários

Durante evento com o Conselho Empresarial do LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), no Rio de Janeiro, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou a importância da participação do setor privado na retomada do crescimento do país. “É muito importante o protagonismo da iniciativa privada. A gente percebe essa busca pelo protagonismo. Isso é transformador. Tenho certeza que isso vai gerar bons frutos. Somente a união do poder público com o setor privado vai realmente gerar crescimento e transformação”, avaliou.

Para executivos de vários setores da economia presentes ao evento, o ministro apresentou as perspectivas, inovações e projetos da nova gestão da infraestrutura do Brasil e destacou que o governo federal encara a infraestrutura do país como política de estado. “O ministério da Infraestrutura possui uma carteira de projetos que está distribuída ao longo dos próximos anos. Temos projetos interessantes e em um cenário onde o mundo começa a encolher, o Brasil é a bola da vez”, ressaltou.

Entre os projetos citados estão os leilões de rodovias que serão realizados nos próximos anos, como o da BR-364/365, que vai ligar Jataí/GO a Uberlândia/MG, e já tem edital lançado, além dos leilões da BR-153/GO-TO e da BR-163/230/PA, que ainda terão editais lançados.

Os investimentos no setor aeroportuário, com as concessões que estão por vir, e as possibilidades de crescimento do setor com a abertura do capital estrangeiro também estiveram em pauta. “A abertura do capital estrangeiro e a transferência dos aeroportos para a iniciativa privada são algumas das iniciativas que com certeza vão impulsionar a aviação brasileira”, afirmou Tarcísio. “Até o final de 2022 teremos feito o leilão de 44 aeroportos, incluindo Santos Dumont/RJ e Congonhas/SP”, completou.

LIDE – Fundado no Brasil em 2003, o LIDE reúne, periodicamente, líderes empresariais de corporações nacionais e internacionais de vários setores para discutir iniciativas para o desenvolvimento econômico e social do país, além de compartilhar os princípios éticos de governança corporativa nas esferas pública e privada. Além disso, o evento tem por objetivo promover a relação entre empresas privadas e organizações públicas. Atualmente, o Grupo conta com unidades regionais, internacionais e setoriais, totalizando 26 frentes de atuação.