WHAT'S NEW?
Loading...

Porto de Ilhéus retoma depois de 10 anos exportação de madeira e manganês

Imagem relacionada

O Porto de Ilhéus voltará a exportar manganês e madeira (eucalipto), segundo a Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba). As operações começam em julho, mas há um mês as cargas começaram a ser estocadas no terminal internacional, no Malhado.

De acordo com a Codeba, 50 mil toneladas de madeira, provenientes de Minas Gerais, terão Portugal como destino, enquanto as 30 mil toneladas de manganês, extraídas em Coribe (BA), serão exportadas para a China. Para a retomada das operações com este tipo de carga, a Codeba assegurou isenção da taxa de armazenamento nas dependências do Porto ilheense, por 60 dias.

As isenções para estocagem no terminal do pátio, segundo o gerente do Porto de Ilhéus, Sérgio Figueiredo, valem para cargas provenientes de locais distantes a 400 quilômetros ou mais do terminal, que é o mais próximo para os exportadores de Minas e Bahia. O manganês baiano estava sendo exportado por Barcarena, no Pará, há cerca de 10 anos. O porto ilheense também não exportava eucalipto há cerca de 20 anos.