WHAT'S NEW?
Loading...

EMPREGOS: Anunciada retomada das obras da Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco

Resultado de imagem para Refinaria Abreu e Lima em Pernambuco

Durante o inicio desta semana a prefeita do Ipojuca, Célia Sales, recebeu em seu gabinete o coordenador administrativo da Engecampo, Ivan Lopes de Souza. Ao decorrer do encontro,  o representante da empresa de engenharia industrial informou que as obras da Refinaria Abreu e Lima, em Suape, serão retomadas em breve. “Vamos priorizar os ipojucanos nas vagas que serão abertas. Precisaremos de soldadores, ajudantes, carpinteiros, engenheiros, entre outras funções”, garantiu Ivan.

 Também participaram da reunião o secretário de Governo, Romero Sales, o titular da pasta de Desenvolvimento Econômico, Marcos Queiroz, e o diretor Gustavo Veiga. A prefeita Célia Sales comemorou a notícia. “Sem dúvida, mão de obra especializada será encontrada no município. Ipojuca tem muita gente preparada”, afirmou.

 Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcos Queiroz, a retomada das obras da Refinaria será um marco no desenvolvimento do Ipojuca e de todo o Estado. “Estamos a disposição para ajudar a empresa, nesta etapa inicial”, ressaltou.

 A previsão é de que as obras da Refinaria, de responsabilidade da Engecampo, sejam concluídas em 467 dias.

Sobre a refinaria Abreu e Lima


Localizada no Complexo Industrial Portuário de Suape, foi implantada em 2014, e considerada a mais moderna Refinaria da Petrobras, com o maior nível de automação. Foi projetada para atender a diretrizes de categoria internacional e contempla tecnologias que respeitam o meio ambiente. Tem capacidade de produzir 230 mil barris de petróleo por dia.

É uma refinaria de petróleo sendo construída em Ipojuca, no litoral sul do estado brasileiro de Pernambuco, que está em operação parcial, com autorização para produzir 100 mil barris de petróleo/dia. É a primeira refinaria inteiramente construída com tecnologia nacional. A Petrobras considera que essa refinaria será a mais moderna já construída em território nacional, pois será a primeira adaptada a processar 100% de petróleo pesado com o mínimo de impactos ambientais e produzir combustíveis com teor de enxofre menor do que o exigido pelos padrões internacionais mais rígidos, de 10 ppm de enxofre.

Quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou o projeto da refinaria, em 2005, ele tinha orçamento estimado em cerca de 2,5 bilhões de dólares. Após a descoberta de novas zonas produtoras no pré-sal e o cálculo de suas reservas, a previsão de investimentos subiu para 15 bilhões de dólares e hoje é estimada em 18,5 bilhões de dólares, o equivalente a 56,8 bilhões de reais.