WHAT'S NEW?
Loading...

Câmara dos deputados homenageia Batalhão de engenharia e construção do Exército

Imagem relacionada

A Câmara dos Deputados realizou nesta última segunda-feira (27) uma sessão solene em homenagem aos trabalhos realizados pelo 4º Batalhão de Engenharia e Construção (4º BEC) do Exército brasileiro. Segundo o deputado Carlos Tito (Avante-BA), autor do requerimento da solenidade, a sessão teve o objetivo de reconhecer o trabalho feito pelos militares desde a década de 1955.

Homenagem ao 4º Batalhão de Engenharia e Construção – 4º BEC

Em discurso lido em Plenário, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, destacou a atuação dos oficiais da tropa de engenharia do Exército a favor do Brasil por meio de inúmeras obras. “Entre as muitas realizações do Batalhão General Argolo, podemos citar a construção de ferrovias, de açudes, de barragens, de sistemas urbanos de abastecimento de água, a implantação de rodovias e a pavimentação de estradas”, citou.

Resultado de imagem para Batalhão de engenharia e construção do Exército

O deputado Carlos Tito ressaltou que, atualmente, os militares do 4º BEC realizam serviços de adequação e restauração do trecho sergipano da BR-101. “A solenidade é extremamente justa e necessária para que o Brasil conheça tudo o que os nossos bravos militares fizeram e fazem em nosso país”, afirmou.

O comandante do 4º Batalhão de Engenharia de Construção, tenente-coronel Eduardo Henrique Bastos, afirmou que o grupo participa ativamente no desenvolvimento do país em várias obras, “como na revitalização das margens do rio São Francisco em Barra (BA), por exemplo; também participa da perfuração de postos e fiscalização da distribuição de águas aos flagelados da seca em oito municípios”, ressaltou.

História

O 4° BEC foi criado em 1955, por meio de decreto presidencial, e se instalou em Crateús, promovendo as ligações por via ferroviária entre essa cidade e Solonópolis, ambas no Ceará, e entre Oiticica e Picos, no Piauí.

Em 1972, o batalhão foi transferido para Barreiras, na Bahia, onde ganhou o nome do General Argolo, responsável por algumas das mais importantes obras realizadas pela engenharia militar.