WHAT'S NEW?
Loading...

Braskem amplia produção de resinas sustentáveis

Resultado de imagem para Braskem amplia produção de resinas sustentáveis

A Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas das Américas e principal operadora do complexo petroquímico no Polo de Camaçari, está prestes a iniciar a produção da principal matéria-prima para as garrafas PET a partir da cana de açúcar. Quando o projeto adquirir escala industrial, será possível encontrar no mercado um produto feito de matriz 100% reciclável. O anúncio foi feito ontem pelo vice-presidente de poliolefenos da Braskem, Edison Terra, durante uma conversa com jornalistas na Feiplastic 2019.

“Estamos no último estágio, antes do desenvolvimento do monoetilenoglicol (MEG) Verde em escala industrial”, explicou o dirigente da empresa. Segundo ele, a nova linha, que está sendo desenvolvida em parceria com a startup norueguesa Haldortopsoe, está em linha com os esforços da Braskem na implementação da economia circular na indústria do plástico – o que consiste em colocar de volta na cadeia produtiva materiais que antes eram considerados lixo.

O produto já passou pela fase de laboratório e numa planta piloto, na unidade de pesquisa da Braskem em Campinas. O estágio atual é o de demonstração. A estimativa é que o produto seja disponibilizado em escala industrial entre um ano e meio e dois anos. “É uma parceria global, que não utilizará apenas o açúcar brasileiro. Ainda não temos uma definição em relação à localização, embora haja uma vantagem para o Brasil”, destacou José Viveiros.

No caso do PET, a produção a partir de uma matriz limpa e sustentável será um passo no sentido da obtenção de materiais 100% renováveis, destacou o diretor de desenvolvimento de novos negócios, José Augusto Viveiros. Com a cana como matéria-prima como matéria-prima, substituindo combustíveis fósseis, além do produto passar a ter uma fonte renovável, a sua produção ainda ajudará a absorver gás carbônico, na etapa do plantio da cana, explica.