WHAT'S NEW?
Loading...

Sauditas não veem necessidade de produzir mais petróleo após EUA pressionarem Irã

Imagem relacionada

O ministro de Energia da Arábia Saudita disse que não vê necessidade de elevar a produção de petróleo imediatamente depois que os Estados Unidos acabarem com as concessões a compradores de petróleo iraniano, mas acrescentou que o reino responderá às necessidades dos clientes se for solicitado mais óleo.

Khalid al-Falih disse que foi guiado pelos fundamentos do mercado de petróleo e não pelos preços, e que o maior exportador de petróleo do mundo permaneceu concentrado em equilibrar o mercado global.

“Os estoques continuam subindo apesar do que está acontecendo na Venezuela e apesar do aperto das sanções ao Irã. Não vejo necessidade de fazer nada imediatamente”, disse Falih em Riad.

Os Estados Unidos decidiram não renovar as isenções das sanções contra o Irã concedidas no ano passado aos compradores de petróleo iraniano, tomando uma linha mais dura do que o esperado.

“Nossa intenção é permanecer dentro do nosso limite de produção voluntária (da Opep)”, disse Falih, acrescentando que Riad “seria sensível aos nossos clientes, especialmente aqueles que têm estado sob isenções e aqueles cujas isenções foram retiradas”.

“Acreditamos que haverá um aumento na demanda real, mas certamente não vamos ser preventivos e aumentar a produção”, disse o ministro.