WHAT'S NEW?
Loading...

Fabricantes de autopeças anunciam investimentos

Resultado de imagem para automec 2019

A indústria de autopeças deve ampliar os investimentos em cerca de 10% este ano, em comparação ao ano passado. De acordo com projeção do Sindipeças, divulgada em fevereiro, o montante chegaria a R$ 2,72 bilhões em 2019, contra os R$ 2,42 bilhões investidos em 2018.

Durante a feira Automec, realizada em São Paulo na semana passada, que aliás atendeu às expectativas de visitação dos expositores, algumas empresas divulgaram planos de investimento, em grande parte voltados para o segmento de aftermarket (reposição).

A ZF informou que irá dobrar a capacidade de produção de sistemas de direção elétrica para veículos leves em sua fábrica de Limeira (SP), que passará a ser centro global de produção dessa linha de produto e uma base de exportação. O anúncio foi feito por Carlos Delich, novo presidente da ZF para a América do Sul. A produção irá abastecer os mercados dos Estados Unidos, China e México, entre outros. O executivo, porém, não informou o montante do investimento, mas revelou que os recursos estão dentro do plano de investimentos de R$ 700 milhões anunciado no ano passado.

Já a Knorr-Bremse anunciou que em maio dará início à produção de colunas de direção para o mercado de reposição. “A Knorr entrou no mercado de caixas e colunas de direção em 2013, na Europa. Aqui no Brasil adquiriu no final de 2017 os ativos do negócio da NFP. Em 2018 transferimos a fábrica para Itupeva e em janeiro de 2019 começamos a produzir colunas de direção para equipamento original. Hoje somos fornecedores de várias montadoras, entre as quais Volkswagen e MAN, com potencial de aumento de negócios das colunas de direção”, disse Jefferson Germano, diretor de Aftermarket para o Brasil e América Latina, durante a Automec.

A Schulz Automotiva está investindo na ampliação do portfólio. Com recursos que fazem parte do plano de investimento de R$ 150 milhões, previsto para ser realizado entre 2017 e 2020, a empresa passará a oferecer quase 400 opções para a manutenção de sistemas pneumáticos. Na feira, a empresa mostrou dezenas de itens inéditos nas linhas de compressores de ar, válvulas, cilindros, servos, filtros, câmaras, catracas de regulagem, solenoides, sensores, cabos, engates e kits de reparo. No catálogo de reposição, mercado em que entrou em 2012, a empresa pretende quebrar dois novos recordes: superar a marca de 500 códigos diferentes em estoque e ultrapassar o primeiro milhão de produtos vendidos.

A Controil, controlada pela Fras-le desde 2012, divulgou na Automec aporte de investimento de R$ 3,5 milhões em uma nova linha de produção de cilindros mestre, totalmente automatizada. Assim, amplia a capacidade, diversifica e agrega tecnologia aos processos e garante a disponibilidade e qualidade dos produtos. Além disso, a partir de junho deste ano, já estará disponível ao mercado uma nova linha de cilindros de roda em alumínio, denominada Linha Aluminum.

A Fremax, adquirida pela Fras-le em 2018, anunciou na feira que irá investir na produção de cubos de rodas. Segundo a empresa, a nova linha integrará “o portfólio que é hoje mais atualizado do mercado, com aproximadamente 400 part numbers em estoque. A ideia é aplicar neste produto a mesma filosofia de trabalho já adotada pela companhia em discos e tambores”. A Fremax pesquisa, desenvolve e manufatura seus produtos para veículos de passeio, utilitários e comerciais de pequeno porte em um parque fabril de 25 mil m² em Joinville (SC).

No evento também foi apresentada a DriV, empresa resultante da fusão da Tenneco com a Federal-Mogul Motorparts, anunciada no final de 2018. A nova empresa será lançada oficialmente no segundo semestre e ficará responsável pelas áreas de Aftermarket e Ride Performance. Entre as principais marcas da DRiV estão Monroe, líder global no desenvolvimento e fabricação de amortecedores, que celebra 45 anos no Brasil, e Monroe Axios, referência na fabricação de borrachas e componentes para suspensão, comemorando 60 anos de história no Brasil em 2019. Fazem parte ainda a recém-adquirida Öhlins, companhia de tecnologia sueca que desenvolve sistemas de suspensão e componentes para os setores automotiv o e de automobilismo, e as marcas pertencentes à Federal-Mogul Motorparts, como MOOG, Fel-Pro, FP Diesel, Goetze e Champion.