WHAT'S NEW?
Loading...

Empresa industrial na Bahia é denunciada por práticas de assédio de funcionários e demissões

Resultado de imagem para empresa Bomix

A empresa Bomix negou as denúncias de assédio moral e demissões alegadas pelos funcionários, durante a paralisação realizada nesta última segunda-feira (4), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Química, Petroquímica, Plástica, Farmacêutica do Estado da Bahia (Sindiquímica), cerca de 400 funcionários paralisaram as atividades e reclamaram sobre "demissões" e de "práticas de assédio" na unidade.

"A empresa não recebeu detalhamento das alegações de assédio moral, mas refuta veementemente qualquer conivência com a prática, que atenta contra os valores do Grupo expressos no seu Manual de Ética e Conduta".

Os trabalhadores questionaram o desligamento do funcionário da empresa e diretor do sindicato, Otacílio dos Santos Filho, na última sexta-feira (1º). A demissão de Santos Filho teria sido o estopim para o início do protesto. Segundo o sindicato, as demissões vêm sendo praticadas desde o ano passado.

Em nota, a empresa destacou que a demissão do colaborador Otacílio dos Santos Filho é respaldada por decisão judicial. Através dessa decisão, segundo a Bomix, o magistrado definiu os profissionais que possuem estabilidade por serem membros da diretoria sindical, entre os quais não está o nome do ex-colaborador.

Ainda de acordo com o texto, a Bomix completou que as outras alegações estão sendo tratadas no âmbito jurídico.