WHAT'S NEW?
Loading...

CEO da Aramco diz que indústria petrolífera passa por crise de percepção

Resultado de imagem para CEO da Aramco diz que indústria petrolífera passa por "crise de percepção"

O presidente-executivo da Saudi Aramco declarou que a indústria petrolífera está passando por uma “crise de percepção” e que as visões de alguns observadores de que o fim do petróleo está próximo, com o avanço dos veículos elétricos, são ilógicas e não se baseiam em fatos.

Amin Nasser, CEO da petroleira nacional do país líder em exportação de petróleo do mundo, disse em evento da indústria em Londres que é esperado que a demanda por petróleo aumente substancialmente, impulsionada especialmente pelo setor de transportes.

“Importantes partes interessadas acreditam que todo o mundo irá operar com qualquer coisa em breve, menos com petróleo. Essas visões não são baseadas em lógica e fatos, e são formadas principalmente em resposta a pressões e exageros”, disse ele em comentários fortes e raros.

“Nossa indústria enfrenta uma crise de percepção com múltiplas partes interessadas. Nossas tradicionais qualidades de amplo, confiável e acessível fornecimento não são suficientes para atender às expectativas da sociedade hoje.”

Nasser afirmou que veículos de passageiros representam apenas 20 por cento da demanda por petróleo, com o resto partindo de outros setores, como aviões, navios, caminhões e petroquímicos, para os quais ainda não há alternativa ao petróleo para atender ao crescimento esperado na demanda.

Ele ainda pediu mais investimentos no setor de petróleo e gás para atender ao crescimento futuro e disse que a indústria de petróleo deve “reagir às teorias exageradas, como pico na demanda por petróleo”.

É esperado que a demanda por petróleo atinja seu pico nos próximos anos, conforme os padrões de emissões em todo o mundo se apertam e haja crescimento da demanda por veículos de combustíveis mais eficientes e fontes renováveis de energia.