WHAT'S NEW?
Loading...

UE investiga compra de estaleiro francês pela Itália

Imagem relacionada

A pedido de Alemanha e França, a Comissão Europeia abriu nesta última terça-feira (8) uma análise sobre a proposta de aquisição do estaleiro francês Chantiers de l'Atlantique (ex-STX) pela estatal naval italiana Fincantieri.

Segundo o órgão antitruste do poder Executivo da UE, a compra comporta o risco de minar a "concorrência no setor de construção naval", em particular no "mercado mundial de navios de cruzeiro". "A Comissão representa a autoridade mais idônea para avaliar os potenciais efeitos da operação", diz uma nota oficial.

O estaleiro Chantiers de l'Atlantique fica no porto de Saint-Nazaire e pertencia a uma companhia sul-coreana que acabou falindo. Durante o mandato do ex-presidente francês François Hollande, a Fincantieri fechou um acordo para comprar 66,6% da então STX, mas a operação foi vetada por Emmanuel Macron em julho de 2017.

Após dois meses de negociações, Roma e Paris chegaram a um pacto para os italianos ficarem com 51% das ações do estaleiro, sendo que 1% seria emprestado ao governo francês, que teria 34%, por 12 anos. A Fincantieri é um dos maiores estaleiros do mundo e faturou mais de 5 bilhões de euros em 2017.

"Não é assim que funciona a livre concorrência. Quando são os franceses que compram, está tudo bem. Estou cheio e represento um governo que não pretende se ajoelhar para interesses econômicos de outros países", disse o ministro do Interior e vice-premier da Itália, Matteo Salvini.

"Se a Europa existe, então que haja paridade de regras e condições de mercado para todos, do contrário, haverá consequências", ameaçou.