WHAT'S NEW?
Loading...

Excesso de produção e crescimento lento devem pesar no preço do petróleo em 2019

Resultado de imagem para Excesso de produção petroleo

O preço do petróleo deve ficar abaixo dos 70 dólares por barril em 2019, devido à produção excedente, grande parte dela dos Estados Unidos, e crescimento econômico desacelerado, o que prejudica os esforços liderados pela Opep para fortalecer o mercado, mostrou uma pesquisa da Reuters na última segunda-feira, 31/01.

Uma pesquisa com 32 economistas e analistas prevê que o índice de referência de petróleo Brent ficará, na média, em 69,13 dólares por barril em 2019, mais de 5 dólares a menos do que a projeção do mês passado.

O Brent teve média de 71,76 dólares em 2018.

“A primeira metade de 2019 será dominada por preocupações com o abastecimento”, disse Ashley Petersen, da Stratas Advisors.

A Organização de Países Exportadores de Petróleo e outros produtores, incluindo a Rússia, conhecidos coletivamente como OPEC+, concordaram, no começo do mês, em cortar a produção em 1,2 milhão de barris por dia (bpd) para tentar diminuir o estoque global de óleo bruto e apoiar o preço.

Mas os cortes não estavam previstos para acontecer até janeiro e os preços caíram mais de 15 por cento desde o anúncio.

“O mercado tem se precificado em cortes renovados de produção da Opep. Como resultado, esperamos que os preços despenquem se a Opep ou a Rússia divergirem das suas cotas de produção”, disse Cailin Birch, um analista na Unidade de Inteligência Econômica.

“Esperamos que os cortes sejam renovados em abril, quando o acordo será revisado, já que a maior produção dos EUA e a enfraquecida demanda global continuarão a exigir contenção”.

Os preços do petróleo caíram mais de 40 por cento em relação às máximas plurianuais alcançadas no início de outubro, devido à preocupação com o impacto de uma disputa comercial entre os Estados Unidos e a China sobre o crescimento econômico global e a demanda por petróleo.