WHAT'S NEW?
Loading...

Medidas de segurança no uso do gás natural oferece melhor eficiência do combustível

Resultado de imagem para gás natural

Opção por gás natural apresenta rendimento energético e segurança; normas de uso e manutenção de equipamentos devem ser seguidas por consumidores

Quando o assunto é segurança, o gás natural é o combustível do mercado que mais oferece vantagens. Além de sua economia, eficiência e versatilidade energética, podendo ser usado nos setores residencial, comercial, industrial e veicular, o gás natural também pode ser bem mais aproveitado com a devida instalação e manutenção de seus aparelhos.

Assim como é preciso atentar a ligações elétricas e de água, existem também cuidados especiais a serem tomados com as ligações de gás natural canalizado. Segundo o major Roberto Wanderley Amorim Júnior, do Corpo de Bombeiros de Alagoas, na execução dos projetos de instalação, uma das primeiras responsabilidades técnicas é ter a ventilação adequada dos ambientes onde os aparelhos serão instalados.

 “Agindo de acordo com as medidas e os ângulos padronizados pela norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), os estabelecimentos poderão usufruir da segurança e da melhor eficiência do combustível em aparelhos como fogões e chuveiros”, explica o major, referindo-se a norma NBR 13103/2013, que estabelece os requisitos mínimos exigíveis para a instalação de equipamentos a gás.

Ainda de acordo com o bombeiro, quando comparado ao gás liquefeito de petróleo (GLP), também chamado de gás de botijão, o gás natural também se mostra bem mais seguro, seja em estabelecimentos residenciais ou comerciais. Para o major, com o gás natural, o próprio fato de dispensar o armazenamento de botijões no imóvel já diminui os riscos de acidentes domésticos.

 “Com instalações feitas corretamente, o sistema de gás natural canalizado oferece mais segurança porque, em caso de eventual vazamento, ele se dissipa rapidamente pelo ambiente por ser mais leve que o ar, evitando acidentes e explosões, ao contrário do gás de botijão, que é mais pesado que o ar”, conclui.

Para o gerente comercial da distribuidora de gás natural de Alagoas (Algás), Fabio Sousa, outra vantagem do combustível é a sua impossibilidade de ser adulterado. “O gás natural canalizado é regulado e segue uma série de especificações, como controle de pressão, odorante e outros componentes físico-químicos”, diz Sousa.

Fabio ainda ressalta a importância da manutenção periódica dos equipamentos, que deve ser realizada somente por prestadoras de serviços com registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). “É essa manutenção, que pode ser feita no mínimo uma vez por ano, que se mostra essencial para a segurança e melhor aproveitamento dos equipamentos que fazem uso do combustível”, conclui.

Além de indicar que a instalação e a manutenção sejam feitas por oficinas registradas, a Algás ainda destaca que os consumidores devem observar a certificação dos equipamentos movidos a gás natural pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para garantir melhor eficiência energética do combustível.