WHAT'S NEW?
Loading...

Marinha lança o primeiro submarino construído no brasil

Resultado de imagem para Submarino Riachuelo

A Marinha Brasileira já está contando os minutos para o lançamento do Submarino Riachuelo, o primeiro a ficar pronto a partir do acordo governamental firmado entre o Brasil e a França, em 2008. Foi o  início ao Programa de Desenvolvimento Submarinos da Marinha do Brasil – PROSUB –  com o objetivo de fabricar quatro submarinos convencionais e um movido à propulsão nuclear. Este é o submarino convencional mais moderno do mundo, medindo aproximadamente 72 metros de comprimento e pesando cerca de 1.800 toneladas, que está em fase de conclusão na base naval de Itaguaí. Seu lançamento será feito no dia 14 de dezembro em uma cerimônia especialíssima que já está sendo organizada.

O futuro submarino Riachuelo, S-BR1, primeiro da classe Scorpene construído no Complexo Naval de Itaguaí, foi movimentado para a etapa final da construção na Base Naval de Itaguaí em dezembro de 2016. A Nuclep, que ficou responsável por tocar os projetos no País, concluiu o primeiro casco dentro do prazo. Foi a primeira  unidade totalmente feita no território nacional, após a transferência de tecnologia francesa, prevista no acordo firmado em 2008 entre os dois países. O submarino é  um dos quatro convencionais com propulsão diesel-elétrico previsto pelo programa, que inclui ainda o primeiro submarino brasileiro com propulsão nuclear (SN-BR).

A parte estrutural considerada mais complexa, especialistas de diversas áreas, como engenharia e soldagem, foram enviados à França para conhecer as técnicas de construção da Marinha daquele país. O casco começou a ser construído em setembro de 2013, com o corte da primeira chapa, e a expectativa é que os quatro submarinos de propulsão convencional estejam prontos no período entre 2018 e 2023, enquanto que o de propulsão nuclear deverá ser concluído entre 2023 e 2025. Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), apenas cinco países no mundo dominam a tecnologia para construção de submarinos nucleares: China, Estados Unidos, França, Inglaterra e Rússia.