WHAT'S NEW?
Loading...

EMPREGOS: Sete Brasil concluirá 4 sondas do pré-sal em obras paradas a 3 anos

Resultado de imagem para plataformas noticias trecho

A Sete Brasil, empresa criada em 2010 para construir e operar as sondas de última geração  que iriam explorar o pré-sal, conseguiu aprovar seu plano de recuperação judicial na última reunião de credores, um processo aliás, que se arrastava há anos. Com dívidas de R$ 4,9 bilhões, a empresa ganhou em 2011 e 2102 duas licitações da Petrobras para construir e operar 28 sondas no pré-Sal, porém foi alvo da operação lava-jato que apurou pagamento de propina nos contratos com os estaleiros e com o financiamento do BNDES cortado, entrou em recuperação judicial.

De 28 sondas para apenas 4

Mediante o imbróglio com a Petrobras, ficou decidido nesta reunião então que, apenas 4 sondas das 28 inicialmente contratadas seriam terminadas, 2 estão no estaleiro Brasfels em Angra dos Reis (RJ), a URCA (90% concluída) e a FRADE (70% concluída), e outras 2 que estão sob contrato do estaleiro Jurong de Aracruz (ES), a ARPOADOR (90% concluída e no cais do estaleiro) e a GUARAPARI (74% concluída, ainda em Singapura).

A Petrobras acenou com um contrato de 10 anos e um aluguel de U$ 299 mil de taxa diária, situação bem diferente da inicial, que previa uma taxa de diária de U$ 500 mil quando preço do barril do Petróleo estava em mais de U$ 100.

Implementação do plano de recuperação

A decisão vai permitir que se faça um novo contrato e que as 4 sondas sejam terminadas, com o lançamento de um novo edital para empresas que queiram retomar as obras, a ideia é publicar o edital ainda neste ano e analisar as propostas no inicio do ano que vem, mas dependerá se as empresas aceitarão as novas taxas de afretamento da Petrobras e do valor ofertado, se ficar acima do laudo de avaliação das sondas o negócio pode ser fechado na hora, porém se ficar abaixo será necessário submeter a nova assembléia de credores.

A empresa divulgou em nota que a decisão foi a melhor alternativa e que a implementação do plano de recuperação abre a chance de término das obras e consequentemente de criação de empregos.