WHAT'S NEW?
Loading...

Recorde de faturamento: Petrobras divulgará o resultado do 3º trimestre de 2018

Resultado de imagem para Petrobras presidente  2018

A Petrobras informou que divulgará o resultado do 3º trimestre de 2018 no dia 6 de novembro, antes da abertura do mercado. E está se cercando por todos os lados. Por isso, a partir dessa segunda-feira (22) até o dia 6 de novembro, depois das eleições, a companhia  vai ficar em um período de silêncio, durante o qual ficará impossibilitada de comentar ou prestar esclarecimentos relacionados aos seus resultados financeiros e perspectivas. Essa iniciativa, diz a companhia, visa a atender às melhores práticas de governança corporativa, garantindo a equidade no tratamento das informações junto aos seus públicos de interesse.

Mas uma coisa é certa: a Petrobras deverá anunciar um faturamento. Recorde e bem superior aos resultados alcançados nos  trimestres dos últimos quatro anos, pelo menos. Isso porque o mercado de petróleo trabalha com o barril de petróleo a mais de US$ 80, além da empresa ter aumentado o seu nível de produção e exportação de petróleo cru, com a altíssima cotação do dólar,  ter os reajustes nos preços de seus  combustíveis quase que diariamente reajustados na mesma variação do mercado internacional, além de ter represado todos os seus investimentos.

Resultado de imagem para . Campos offshore petrobras

Além disso, muito embora a companhia tenha sido impedida de levar a frente o seu programa de venda de importantes e estratégicos ativos no Brasil,  ela conseguiu fazer 1111 neste período uma joint venture com a empresa americana Murphy Exploration & Production Company, vendendo 80 % dos ativos da Petrobras América, numa transação que envolveu um valor total de US$ 1,1 bilhão, a ser recebido pela Petrobras América, sendo uma compensação de US$ 900 milhões à vista, correspondente à diferença de valor entre os ativos aportados por ambas as empresas no fechamento da operação, além de pagamentos contingentes de até US$ 150 milhões a serem efetuados até 2025, e um investimento de até US$ 50 milhões de custos da unidade americana da Petrobras no desenvolvimento da produção do campo de St. Malo, a ser assumido pela Murphy a partir de 2019, caso determinados projetos de recuperação de óleo sejam realizados.

A constituição da joint venture se deu através do aporte de todos os ativos em produção no Golfo do México de ambas as empresas, na qual a Murphy será a operadora com 80% de participação e a Petrobras América terá apenas 20%. A nova empresa terá uma produção média estimada de aproximadamente 75 mil barris de óleo equivalente por dia no quarto trimestre de 2018 e será composta pelos seguintes ativos: Campos em águas profundas – Cascade, Chinook, St. Malo, Lucius e Hadrian North, Cottonwood, Hadrian South, Dalmatian, Front Runner, Clipper, Habanero, Kodiak, Medusa e Thunder Hawk. Campos em águas rasas – South Marsh Island 280, Garden Banks 200/201 e Tahoe.