WHAT'S NEW?
Loading...

EMPREGOS: empresa Vale vai contratar mão-de-obra para soldagem, caldeiraria, elétrica e outras

Resultado de imagem para Unidade Tubarão espirito santo

As intervenções devem criar oportunidades para profissionais das áreas de mecânica, montagem, caldeiraria, soldagem, carpintaria, elétrica, entre outra

Cerca de 1,5 mil empregos diretos devem ser gerados durante obras de controle ambiental da mineradora Vale nos próximos cinco anos no estado do Espírito Santo. O objetivo das obras é reduzir ao máximo as emissões de pó preto na Unidade Tubarão, em Vitória.

As obras fazem parte do Termo de Compromisso Ambiental (TCA) da empresa com o ministérios públicos Federal e Estadual, com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e com o Instituto Estadual de Meio Ambiente, assinado no dia 21 setembro.

Entre os serviços mais demandados durante as obras, estarão a fabricação de caldeiraria e estruturas metálicas, montagem eletromecânica e obras civis. As intervenções devem criar oportunidades para profissionais das áreas de mecânica, montagem, caldeiraria, soldagem, carpintaria, elétrica, entre outras. Entretanto, as contratações ainda não foram iniciadas.

Segundo a vale, através do TCA serão definidos prazos para elaboração dos projetos de engenharia e implantação das ações anunciadas. Todo esse processo, bem como os resultados obtidos, será acompanhado por uma comissão especial formada por membros das entidades que assinam o termo e outras instituições convidadas, como representantes das secretarias municipais de Meio Ambiente de Vitória, de Vila Velha e da Serra.

De acordo com a empresa, há ações já em andamento, como a instalação de canhões de névoa no pátio de pelotas, que será concluída em março de 2019, criando uma cobertura de umidade sobre as pilhas. Também para 2019 está prevista a conclusão do fechamento inferior do píer de carvão e o início do enclausuramento da rota de embarque dos píeres I e II, com conclusão em 2020. O termo prevê ainda instalação de quatro novas barreiras de vento (wind fences) e a adequação de 40 km de correias transportadoras.

O TCA em números

– 6,5 km de novas wind fences, equivalente a 157 mil m2 de telas;

– 40 km de correias transportadoras que serão adequadas e/ou enclausuradas;

– 3 canhões de névoa com alcance de 150 metros, pesando 6,5 toneladas e com 7 metros de comprimento cada – parecidos com uma turbina de avião – posicionados em torres de 9 metros de altura dentro do pátio de pelotas já cercado com wind fences;

– 5 viradores de vagões enclausurados;

– 1.220 sistemas de transferência de correias que serão adequados e/ou enclausurados;

– 37 mil m2 de telhas para enclausuramento das casas de transferência. (