WHAT'S NEW?
Loading...

Codeba discute R$ 1 bilhão em investimentos no Porto de Aratu

Resultado de imagem para porto de aratu

Quando um novo governante assumir o controle do Brasil no dia 1º de janeiro de 2019 e voltar as suas atenções para a necessidade de tocar projetos que melhorem a infraestrutura do país, vai encontrar coisas boas na Codeba. Tratativas da empresa que é responsável pela gestão dos portos públicos baianos – Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus – abriram a perspectiva de um conjunto de investimento superior a R$ 1 bilhão  em Aratu.

O diretor-presidente da Codeba Rondon Brandão do Vale diz que há perspectiva de melhorias em todas as áreas do principal porto que atende a indústria baiana, tanto no escoamento de produtos ou na entrada de insumos para a produção. Os recursos previstos são destinados para os terminais de Graneis Sólido I e II, com investimentos em pátio de estocagem e armazenagem; ampliação da capacidade de tancagem dos Terminais de Graneis Líquidos e Gasosos, com a construção do pátio de minério com acesso ferroviário; construção de um ramal entre o município de Sento Sé até o Porto, para escoar a produção do minério; além de um novo terminal exclusivo para minério.

Rondon Brandão do Vale, que assumiu a Codeba no início deste ano projeta um aumento no aproveitamento das áreas disponíveis para uso nos três portos públicos do estado. E acredite, tem bastante área livre. Em média, os três portos tem mais de 80% de área disponíveis para utilização. Ilheus e Aratu tem a maior parte da disponibilidade, mas mesmo Salvador, onde há menos disponibilidade está nos planos da Codeba.

Além da ampliação da área do Terminal de Contêineres (Tecon), operado pela Wilson Sons, em direção à Polícia Federal, o presidente da Codeba lembra que os planos para a expansão do Porto de Salvador permitem sonhar com uma ampliação da área no outro sentido, em direção ao Terminal de Passageiros. Neste caso, a coisa ainda é preliminar, mas mostra que a turma pensa grande.