WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras anuncia meta de elevar de 18% para 25% participação feminina em cargos de liderança

Resultado de imagem para petrobras

Objetivo é atingir meta nos próximos sete anos. Segundo a estatal, ampliação será buscada 'com base na meritocracia' e por ações que incluem criação de programa de formação de lideranças femininas.

A Petrobras pretende aumentar em 40% a participação de mulheres em seus cargos de liderança nos próximos sete anos. Foi o que afirmou na segunda-feira (24/09) a diretora de Exploração e Produção da companhia, Solange Guedes, durante a cerimônia de abertura da Rio Oil & Gás, no Rio de Janeiro.

“Somos uma indústria centenária, mas que sabe-se que precisa evoluir e se reinventar. E a diversidade é um dos temas cujo debate precisa ser aprofundado e ampliado, sob o risco de estarmos deixando de agregar muito valor às nossas empresas e à sociedade”, defendeu Solange antes de anunciar a meta de levar mais mulheres aos cargos de gestão da estatal.

Segundo a Petrobras, atualmente 18% dos cargos de gestão da companhia são ocupados por mulheres. O objetivo é elevar este percentual para 25% até 2025.

“A ampliação pretendida deve ser buscada com base na meritocracia, por ações de promoção propostas. Entre elas, criar um programa de formação continuada de lideranças femininas e estimular que elas trabalhem também em áreas operacionais”, esclareceu a companhia em nota.

A Petrobras ressaltou, também, que implementará iniciativas voltadas para à formação e à atração de talentos, como palestras em escolas para promover as áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática para as meninas do ensino médio, e a concessão de bolsas de estudo para universitárias nessas áreas e em carreiras de interesse da companhia.

“A empresa quer também engajar os homens para a equidade de gênero e já conta com medidas como, por exemplo, a licença paternidade ampliada, de 20 dias, e campanhas sobre paternidade responsável”, acrescentou o comunicado da empresa.