WHAT'S NEW?
Loading...

Karoon licencia FPSO para começar a produzir em 2021 na Bacia de Santos

Imagem relacionada

A Karoon iniciou o licenciamento ambiental de seu projeto de produção em águas rasas na Bacia de Santos. A empresa protocolou no Ibama o projeto que pretende fazer para produzir petróleo nos campos de Neon e Goiá, a 240 km da costa do estado de São Paulo, áreas orginadas a partir dos blocos exploratórios S-M-1037 e S-M-1102 (Neon) e S-M-1101 e S-M-1165 (Goiá), em lâmina d´água entre 300 e 400m.

A previsão da empresa é começar a produzir em abril 2021, com a perfuração dos poços de produção feita entre abril e dezembro de 2020. O projeto para o campo de Neon dois poços produtores horizontais e um poço direcional injetor de gás, ligados individualmente a FPSO, com capacidade para 30 mil barris por dia de petróleo e 1.200.000 Sm³/d de gás.
O óleo produzido será escoado através de navios aliviadores e o gás associado produzido será consumido na combustão interna de geradores de energia elétrica e sistema de aquecimento do óleo.

O gás excedente será reinjetado no reservatório. Não há previsão de exportação nem importação de gás natural.

A Karoon planeja desenvolver o campo de Goiá após Neon, realocando a unidade de produção e suas facilidades de Neon para Goiá. Assim, o projeto de Goiá será definido após desenvolvimento de Neon e início da produção de forma a permitir a incorporação das experiências adquiridas

Inicialmente não serão perfurados poços injetores de água.

Por Felipe Maciel