WHAT'S NEW?
Loading...

Vard é escolhido para construir o navio autônomo

Imagem relacionada

A construtora naval norueguesa Vard garantiu um contrato no valor de aproximadamente 250 milhões de coroas norueguesas (US $ 29,5 milhões) para construir a primeira embarcação de contêineres autônoma e elétrica do mundo, a "Yara Birkeland".

A Vard entregará o navio inovador para o lançamento no início de 2020. A embarcação passará gradualmente da operação tripulada para as viagens controladas remotamente e depois para a navegação totalmente autônoma até 2022.

Resultado de imagem para vard 'Yara Birkeland'

A "Yara Birkeland" é o resultado de uma parceria entre a empresa norueguesa de produtos químicos Yara e a empresa de tecnologia Kongsberg, que anunciaram seus planos para a embarcação em maio de 2017.

Agora, o Vard assinando o projeto, foi revelado que o navio porta-contêineres a bateria será entregue pela Vard Brevik na Noruega no primeiro trimestre de 2020.

O projeto recebeu NOK 133,6 milhões (US $ 16,1 milhões) em apoio do governo norueguês. "Este é um bom exemplo de como a indústria norueguesa pode colaborar para criar novas soluções e empregos verdes", disse a primeira-ministra Erna Solberg, que estava presente para a assinatura do contrato nesta quarta-feira (15) no estaleiro em Brevik, na Noruega.

A "Yara Birkeland", batizada com o nome do fundador da Yara, Kristian Birkeland, foi projetada na empresa norueguesa de "design" e engenharia Marin Teknikk. Um modelo em escala da embarcação de contêineres autônoma e totalmente elétrica foi submetido a testes extensivos na Noruega.

O projeto foi iniciado em um esforço para melhorar a logística na fábrica de fertilizantes da Yara em Porsgrunn. Todos os dias, são necessárias mais de 100 viagens de caminhões a diesel para transportar produtos de Porsgrunn para portos em Brevik e Larvik. Com esta nova embarcação, a Yara transfere o transporte da estrada para o mar, substituindo 40 mil viagens de caminhão por ano e reduzindo as emissões de ruído e poeira, melhorando a segurança nas estradas em uma área urbana densamente povoada e reduzindo as emissões de NOx e CO2.