WHAT'S NEW?
Loading...

Refinaria da Petrobras é interditada para evitar novos acidentes

Área da Replan teve danos após explosão e incêndio (Foto: Reprodução/EPTV)

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou a Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, após acidente ocorrido na última segunda-feira (20).

A decisão foi comunicada à Petrobras, após a empresa indicar a retomada da operação nas unidades que não foram afetadas pelo acidente.

Resultado de imagem para replan
Por sorte, o acidente não teve vítimas, mas deixou os trabalhadores em pânico. Havia cerca de 50 empregados trabalhando nas unidades afetadas (craqueamento e destilação). No momento da explosão, eles estavam jantando no restaurante da empresa.
De acordo com a ANP, a medida cautelar tem a finalidade de garantir a segurança operacional das instalações e evitar novos acidentes. Para o retorno, a Petrobras deverá encaminhar à ANP documentos e informações que comprovem condições de segurança adequadas, e aguardar comunicado de desinterdição das instalações.

Resultado de imagem para replan

A interdição não inclui as operações de tancagem e utilidades, desde que não afetadas pelo acidente. No dia seguinte ao incêndio (21) a empresa já retomou a entrega de produtos em estoque às distribuidoras e conta com a produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes.

O acidente ocorrido na madrugada do último dia 20 na Replan afetou três unidades, que fazem parte do processo de refino de petróleo: U-683 (Unidade de Tratamento de Água Ácida), U-220A (Unidade de Craqueamento Catalítico) e U-200 (Unidade de Destilação Atmosférica).

Resultado de imagem para replan

O acidente teve início com a explosão de um tanque na U-683. O incêndio se espalhou pelas outras duas unidades e em parte da tubovia principal. Não houve feridos durante acidente e o fogo foi extinto ainda na madrugada.

A ANP informou ainda que já deu início ao processo administrativo de investigação de acidente. A Petrobras também já criou uma comissão interna para investigar as possíveis causas do acidente.

A capacidade total da Replan é de 415 mil barris por dia e responde por quase 20% da produção da estatal. Em nota, a Petrobras informou que “não estima impactos financeiros relevantes, mesmo com os remanejamentos da produção de outras refinarias, reforma das unidades atingidas e eventual importação de derivados, se necessária”.


Hitória da refinaria de Paulínia (REPLAN)


A localização da refinaria foi escolhida estrategicamente pela Petrobras para a sua construção, pois Paulínia está a 118 km da capital São Paulo, o que, além de permitir melhor escoamento da produção, confere grandes facilidades logísticas, com acesso às principais vias de transporte rodoviário, ferroviário e terminais aéreos do estado de São Paulo.

Resultado de imagem para refinaria paulínia 1970
Construção da Refinaria de Paulínia (REPLAN) em 1969, que iniciou suas operações em 1972

A Refinaria de Paulínia (REPLAN), anteriormente denominada Refinaria do Planalto, é a maior refinaria de petróleo da Petrobras, em termos de produção. Localizada em Paulínia, no estado de São Paulo, na Rodovia SP 332, km 132, teve iniciada sua construção em 1969 e iniciou sua operação em 2 de fevereiro de 1972, três meses antes de sua inauguração, época em que Paulínia vinha de ser emancipada politicamente de Campinas. Levou exatamente mil dias para ser inaugurada.

A Replan tem capacidade de processamento de 66 mil m³/dia de petróleo, o equivalente a 415 mil barris. Sua produção corresponde a 20% de todo o refino de petróleo no Brasil, processando 80% de petróleo nacional, grande parte da Bacia de Campos.

A refinaria ocupa aproximadamente 9,1 km² e é responsável por cerca de dez bilhões de reais por ano em impostos pagos ao governo. A Replan produz aguarrás, asfalto, coque, diesel, gasolina, GLP, nafta, querosene, propeno e outros.

Com o constante crescimento do mercado nacional e o forte investimento da Petrobras em novas tecnologias e construção de unidades, principalmente de Hidrotratamento de Diesel, a Replan tem otimizado sua produção de diesel, refletindo em sucessivos recordes de produção. Em outubro de 2008, a produção de diesel metropolitano (S500) e interior (S1800) atingiu a marca de 1.026.192 m³. Em 2009, foi iniciada a produção do diesel S50 (com 50 ppm - partes por milhão - de enxofre).

A Replan é a principal fonte de renda de Paulínia, fazendo com que a cidade seja uma das mais ricas do Estado de São Paulo e do Brasil, possuindo a oitava maior renda per capita do país. A produção é escoada para diversos pontos do País, principalmente para os estados de São Paulo (55%), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre(20% ao todo), Sul de Minas Gerais e Triângulo Mineiro (10% ao todo), Goiás, Brasília e Tocantins (15% ao todo).