WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras pede R$ 42,1 bilhões em ressarcimento por improbidade admnistrativa

Resultado de imagem para sede da petrobras

A Petrobrás anunciou nesta terça-feira (28) que está pedindo R$ 42,1 bilhões como ressarcimento pelos atos de fraude e corrupção que sofreu nos últimos anos. Ao todo, a estatal participa em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e a União em 16 ações de improbidade administrativa. Até o momento, a soma dos pedidos de todos os processos na esfera civil é de R$ 10,9 bilhões a título de indenização e R$ 31,2 bilhões referentes à possível aplicação de multas.

Já na esfera penal, a companhia declarou que atua como assistente de acusação em 53 ações propostas pelo MPF, buscando sempre o reconhecimento da condição de vítima em relação aos crimes praticados contra os cofres da empresa. “Até o momento, já houve a condenação de vários acusados, mas apenas após o esgotamento dos recursos às instâncias superiores, a companhia estará habilitada a executar tais valores, hoje no montante aproximado de R$ 1 bilhão“, detalhou a empresa.

Até agora, os valores que já foram devolvidos à Petrobrás em decorrência de acordos de colaboração e leniência e repatriações são superiores a R$ 2,5 bilhões. A companhia acrescentou ainda que solicitou também o ressarcimento pelos prejuízos imateriais e de imagem (danos morais), que se aceitos, serão delimitados nas sentenças.