WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras e empresa Exmar concluem negociações e assinam contrato

Resultado de imagem para Petrobras e empresa Exmar

A Exmar ficará responsável pelo afretamento do FPSO Búzios V, sua primeira unidade de produção de petróleo no Brasil e segunda no mundo, que irá operar para a Petrobras na cessão onerosa a partir de 2021. A BE Petróleo apurou que as duas empresas concluíram na semana passada a negociação que estava em curso há cerca de um mês. No dia 29 de agosto, a contratação da empresa belga será encaminhada à aprovação do Conselho de Administração da petroleira.

Antes de ser encaminhada à apreciação do CA da Petrobras, a contratação será ainda analisada pela Diretoria Executiva.

As negociações foram concluídas pela Diretoria de Assuntos Corporativos. A licitação teve os preços abertos no fim de junho. O valor do contrato segue em sigilo, mesmo com o fim das negociações, mas fontes revelam que a taxa diária ficou entre US$ 635 mil e US$ 650 mil.

A carta de intenção para o afretamento da quinta unidade de produção de Búzios deve ser assinada em setembro, quando está previsto o retorno ao Brasil do diretor geral de Offshore da Exmar, David Lim. O executivo esteve no país recentemente, participando diretamente da negociação com a Petrobras.

A Exmar construirá o FPSO de Búzios V a partir de um casco novo e a obra será dividida entre a China e o Brasil. O grupo belga está analisando propostas de estaleiros locais para construção dos módulos e selecionará seu parceiro nacional no final de setembro. A intenção é fazer módulos no Brasil, mas até o momento não há confirmação se o grupo belga fará a montagem e integração aqui ou na China. A obra na China está diretamente ligada ao grupo financiador, que detém participação em seis estaleiros da região. A aposta do mercado se volta ao China Merchant Heavy industry.

Búzios V será o primeiro FPSO próprio da Exmar, que opera uma unidade deste tipo na Líbia. Embora seja novata no segmento de FPSOs, o grupo tem larga experiência na área de navios de gás, mantendo em carteira mais de oito navios FLNG, atuando ainda no segmento de criogenia, carga e transporte em várias partes do mundo, como África e Oceania.

O FPSO Búzios V será instalado na parte Norte do campo e terá capacidade para produzir 180 mil barris/dia de óleo e processar 12 milhões de m3/dia de gás. O prazo de afretamento será de 21 anos, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Por enquanto, a Exmar não conta com escritório no Brasil e vem sendo representada pela Interoil. A empresa brasileira tem interesse em formar parceria com o grupo belga e não descarta a possibilidade de mais futuramente ingressar como mais um investidor do projeto no Brasil.

A licitação para o afretamento da unidade foi lançada em maio de 2017, fora das regras da Lei 13.303/2017. A proposta da Exmar desbancou o preço apresentado pela Modec.


Por Claudia Siqueira