WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras apresentará detalhes sobre parada programada da plataforma

Resultado de imagem para parada programada da plataforma

O presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, reuniu-se com o ministro Moreira Franco na última segunda-feira (30) em Brasília, para apresentar o plano de investimentos da empresa, incluindo a parceria para a retomada das obras do Comperj; discutir a importância da solução legal da cessão onerosa do pré-sal para a Petrobras e para o país e a parada técnica da plataforma de Mexilhão.

Sobre este último tema, a Petrobras apresentará ao Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) os detalhes sobre o planejamento da parada técnica da plataforma. A reunião ocorrerá nesta quarta-feira, 1/8, e o objetivo é esclarecer dúvidas dos integrantes do CMSE sobre eventuais impactos no setor elétrico.

A parada técnica na plataforma de Mexilhão envolve investimentos da ordem de R$ 1 bi e mobiliza atualmente mais de 500 pessoas. O projeto atende a exigências legais de segurança do Ministério do Trabalho (NR-13), além de adaptar as instalações para o escoamento da crescente produção de gás natural no pré-sal da Bacia de Santos, e teve seu planejamento iniciado em 2014.

Para compensar a parada em Mexilhão, o planejamento realizado pela Petrobras envolveu aumento na oferta nacional de gás natural por meio da importação de gás natural liquefeito, bem como a parada para manutenção programada de usinas termelétricas em coordenação com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A avaliação da Petrobras é a de que as medidas garantem a oferta de gás natural durante os 45 dias em que duram as obras, uma vez que a produção concentrada em Mexilhão responde por menos de 10% da oferta no mercado nacional.