WHAT'S NEW?
Loading...

Tadeu Fraga assume como CEO da Porto do Açu Operações

Resultado de imagem para engenheiro Carlos Tadeu Fraga

O engenheiro Carlos Tadeu Fraga assume, a partir de agosto, como CEO da Porto do Açu Operações. A empresa, que é subsidiária da Prumo Logística, opera e administra o Complexo Portuário do Açu, em São João da Barra (RJ).

Com vasta experiência no setor de óleo e gás, nos últimos anos o executivo esteve na liderança executiva da DOME (joint venture da Prumo e da GranIHC), que oferece soluções integradas de serviços para a indústria de óleo e gás por meio de uma unidade instalada no Porto do Açu. Na DOME, Tadeu Fraga participou da criação da companhia em 2016, do desenvolvimento do seu plano de negócios e liderou o início da operação da empresa desde meados de 2017. A partir de junho, ele deixa a liderança executiva, mas permanece no Conselho de Administração da companhia.

Tadeu Fraga contribuirá para o desenvolvimento do Complexo Portuário do Açu e para a sua consolidação como Hub de O&G. “Estou muito motivado com este novo desafio, de explorar ainda com maior abrangência as diversas possibilidades de negócios que o complexo do Açu oferece à indústria de óleo e gás, e aos demais setores a quem já servimos”, afirmou.

Para José Magela, presidente da Prumo Logística, a entrada de Tadeu no comando da equipe da Porto do Açu é uma etapa importante no processo de crescimento da empresa. “A definição de um CEO para a Porto do Açu Operações é mais um passo para a independência e fortalecimento das nossas subsidiárias. Tadeu é um profissional renomado, com ampla experiência em gestão e irá liderar os times da Porto do Açu com maestria. Estaremos sempre próximos, trabalhando em sinergia para o desenvolvimento do Complexo Portuário”, ressaltou.

 O Porto do Açu, localizado em São João da Barra (RJ), conta com 130 km², divididos em uma reserva ambiental e dois terminais, além de área para a instalação de unidades de empresas dos setores marítimo e industrial.

O Terminal Offshore é dedicado à movimentação de minério de ferro e petróleo. Em operação desde outubro de 2014, o terminal exporta minério de ferro para a Anglo American e movimentou 16 milhões de toneladas em 2017. Neste terminal também está localizado o Terminal de Petróleo (T-OIL), parceria com a alemã Oiltanking, já em operação e que possui capacidade para movimentar 1,2 milhão de barris de petróleo por dia. Com atuais 25 metros de profundidade, o terminal pode receber navios capesizes e VLCCs.

O Terminal Onshore está instalado no entorno de um canal para navegação com 6,5 km de extensão, 300 metros de largura e até 14,5 metros de profundidade. As empresas TechnipFMC, NOV, InterMoor, Wartsila, DOME, Edison Chouest e BP Prumo (parceria da Prumo com a BP, e que comercializa combustível marítimo) já estão operando suas unidades no terminal. Além disso, também é neste terminal que está localizado o Terminal Multicargas, com capacidade para movimentar 4 milhões de toneladas por ano (entre granéis sólidos e carga geral). Atualmente, o terminal já realiza a movimentação de bauxita, coque, carvão e carga geral, entre outros.