WHAT'S NEW?
Loading...

P-74 recebe licença do Ibama para começar a produzir

Resultado de imagem para FPSO P-74

A Petrobras recebeu do Ibama licença de operação autorizando o início da produção do FPSO P-74, primeira unidade que vai produzir em sistema definitivo em áreas da cessão onerosa, no pré-sal da Bacia de Santos. A licença ambiental, assinada pela presidente do Ibama, Suely Araújo, é válida até abril de 2022.

A P-74 é a primeira plataforma definitiva da cessão a receber licença de instalação e deve ser a primeira a entrar em produção na área. A unidade, que foi integrada no Estaleiro EBR, terá capacidade para produzir 150 mil barris por dia de petróleo e comprimir 6 milhões de m3/dia de gás natural. A plataforma teve casco convertido no Estaleiro Inhaúma, em um projeto coordenado pelo Estaleiro Enseada.

Qual o tamanho do campo de Búzios?

O campo de Búzios foi declarado comercial pela Petrobras em dezembro de 2013 e tem 3,058 bilhões de barris de petróleo recuperáveis, volume similar ao que foi descoberto pelo consórcio Petrobras, Shell, Total, CNPC e CNOOC no campo de Mero, primeira área de partilha da produção do país.

A ferramenta de dados da E&P Brasil  sobre o mercado de FPSOs mostra que o Plano de negócios da Petrobras atual prevê o início de produção de cinco plataformas de produção em Búzios até 2021, sendo três somente em 2018: P-74, P-75 e P-76. No próximo ano, o FPSO P-77, último da série própria da Petrobras, deve entrar em operação.