WHAT'S NEW?
Loading...

“Não vejo conflito ético”, diz Parente sobre indicação para BRF

Presidente da Petrobras, Pedro Parente, dia 11/01/2017

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse nesta última quinta-feira (19) que não vê conflito ético em sua indicação para presidir o Conselho de Administração da BRF, uma das maiores empresas de alimento do mundo.

A afirmação foi feita por Parente na saída do seminário sobre a proposta preliminar da Petrobras de transferir o controle de quatro refinarias para a iniciativa privada, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

“Este é um evento da Petrobras, então, não quero falar de uma coisa que sequer aconteceu ainda. Mas, dado que você fez uma pergunta objetiva, vou responder com uma clareza total. Não vejo conflito ético”, respondeu Parente.

Ele foi indicado pelo empresário Abilio Diniz, atual presidente da BRF, grupo dono de marcas como Sadia, Perdigão e Qualy. Os acionistas decidirão quem será o novo presidente em assembleia no próximo dia 26.

“Na busca de um nome de consenso entre os principais acionistas da BRF, Abilio Diniz acaba de informar oficialmente à companhia que convidou Pedro Parente para substituí-lo à frente do Conselho de Administração”, diz comunicado da Península Participações, da família Diniz.

Em nota, a Petrobras informou que Pedro Parente permanecerá no comando da estatal. “O Sr. Pedro Parente é também presidente do Conselho de Administração da B3 [Bolsa de Valores] e, conforme entendimento havido durante o convite para assumir a presidência da Petrobras, pode participar do conselho de uma empresa fora do Sistema Petrobras, desde que não exista conflito estrutural de interesses, de acordo com o Estatuto Social da companhia”.