WHAT'S NEW?
Loading...

EMPREGOS: Petrobras anuncia investimento de R$ 10 bilhões no Espírito Santo

Resultado de imagem para empregos  noticias trecho

A Petrobras anunciou na segunda-feira (02) que vai investir R$ 10 bilhões nos próximos cinco anos no Espírito Santo. A informação foi dada pelo presidente da estatal, Pedro Parente, que esteve em Vitória para o lançamento do Anuário da Indústria de Petróleo, produzido pela Federação das Indústrias (Findes).

De acordo com Parente, do valor total do Plano de Negócios e Gestão (PNG) 2018-2022, 56% serão destinados ao projeto da plataforma Integrado Parque das Baleias, no Litoral Sul capixaba. “Uma parte importante (do PNG) é o novo sistema de produção do Parque das Baleias, que traz um grau de certeza da sua realização muito grande até 2022”, frisou o executivo.

A previsão é que essa embarcação comece a operar em 2021. No modelo de FPSO (unidade que produz, armazena e transfere óleo), a plataforma terá capacidade de produzir diariamente 100 mil barris de óleo e 4 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Já 34% dos investimentos da petrolífera no Estado, ou seja, R$ 3,4 bilhões, serão voltados para outros campos em produção. Os 10% restantes serão aplicados em infraestrutura em outros negócios, como no projeto para implantar uma rede de fibra óptica submarina de alta capacidade de transmissão de dados, interligando Anchieta (ES) a Santos (SP).

MAIS FUNCIONÁRIOS NA RETA DA PENHA

Pedro Parente também falou sobre a mudança de gestão de alguns ativos da Petrobras a partir de julho, o que vai representar a transferência de 700 profissionais de outras unidades do país para a sede da estatal (Edivit) na Reta da Penha.

Campos como Albacora, Albacora Leste, Roncador e Frade, todos na Bacia de Campos, serão gerenciados pela unidade operacional do Espírito Santo. Essas alterações fazem parte do plano de reestruturação das áreas operacionais de exploração e produção de refino e gás natural, aprovado em 2017.

NOVA SONDA

Além dos planos da Petrobras, a Shell também falou - durante o evento no Palácio Anchieta, que reuniu autoridades e lideranças empresariais - sobre as perspectivas de negócios para o Espírito Santo. O CEO da anglo-holandesa - que produz no Estado cerca de 40 mil barris de petróleo por dia -, André Araújo, citou que a companhia vem desenvolvendo a fase 3 do Parque das Conchas, no Litoral Sul, e que a partir deste mês irá instalar uma sonda de perfuração para otimizar a produção e garantir que, mesmo com a característica de campo maduro, o volume de óleo se mantenha.

Os executivos das duas companhias, Parente e Araújo, reforçaram a importância da aplicação de recursos em pesquisa e desenvolvimento e nas parcerias com instituições públicas e privadas para a realização de projetos que contribuam para a inovação e produtividade do setor.

“Nós da Shell, com aquisições recentes, passamos de um patamar de investimentos P&D da ordem de R$ 2 milhões por ano para pouco mais de R$ 150 milhões. Isso foi feito de uma forma muita rápida, e o que a gente procurou seguir foi uma lista de projetos identificados pelo nosso time dedicado a essa área. O grande começo é entender a capacidade do Espírito Santo, tanto da indústria quanto dos institutos de pesquisa. Nós temos um valor teto de investimento e o que precisamos é de projetos competitivos e atraentes para ajudar a superar desafios tecnológicos ou também projetos ligados a transição de energia, que hoje faz parte de um debate bem ativo que a nossa indústria tem participado”, destacou André Araújo.

Sobre esse mesmo tema, o governador Paulo Hartung frisou que atualmente os investimentos em pesquisa e desenvolvimento no Estado estão em descompasso com o desenvolvimento da indústria como um todo e que é preciso avançar. “Mas o presidente da Shell disse que há disposição de avançar, e o presidente da Petrobras disse que não fica atrás da Shell de jeito nenhum. Então, nós estamos animados! Mas tem um dever de casa para nós capixabas. Para nossas universidades, nossa academia, nossa Fundação de Amparo à Pesquisa, que é apresentar boas propostas e projetos que façam sentido.”