WHAT'S NEW?
Loading...

Telebrás é alvo de questionamentos por lançamento de satélite

Resultado de imagem para Telebrás BRASILEIRO

Os operadores privados de satélite estão incomodados com a Telebrás por causa do satélite de 900 milhões de dólares (o custo médio varia entre 200 e 300 milhões) que a estatal colocou no ar.

Soma-se a isso dois episódios envolvendo a Telebrás. No fim do ano passado, o Ministério da Comunicação contratou a estatal, sem licitação, para atender ao programa Governo Eletrônico Serviço de Atendimento ao Cidadão).

O valor do contrato é de R$ 60 milhões. A contratação direta da Telebrás se deu por “inviabilidade de competição”, de acordo com o artigo 25 da Lei 8.666 (lei de licitações públicas).

Mas há um detalhe: o programa vem sendo atendido há mais de 10 anos pela iniciativa privada, com a contratação das empresas através de licitações públicas.

Os operadores não conseguem também engolir o segundo lance recente, o anúncio de uma parceria com  a ViaSat, para operar banda larga, empresa que não opera no Brasil.