WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras fecha fábrica de fertilizantes na Bahia eliminando 2 mil postos de trabalho

Resultado de imagem para polo camaçari noticias trecho

A Petrobras anunciou na noite desta última segunda-feira (19) que vai fechar a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia (Fafen-BA), localizada no Polo Petroquímico de Camaçari, até o final do primeiro semestre deste ano. Tecnicamente, a companhia chama o procedimento de 'hibernação'. "A hibernação consiste na parada de produção de unidade industrial, com a adoção de medidas de conservação para evitar a deterioração dos equipamentos", destacou a companhia.

A decisão de encerrar as atividades produtivas da Fafen-BA se deve às perspectivas de perdas da Petrobras com esta operação. Em 2017, a Fafen-BA apresentou resultado negativo de cerca de R$ 200 milhões. Ao longo dos últimos anos, a Petrobras implementou diversas ações para otimização de custos, aumento de produtividade e melhoria de desempenho operacional, mas o resultado continuou abaixo do esperado e o cenário indica resultados negativos para os próximos anos.

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), começou o programa online “Papo Correria” desta terça-feira (20) com discurso inflamado contra o governo federal. O motivo foi esta decisão de fechar a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados na Bahia e em Sergipe, eliminando 2 mil postos de trabalho, segundo Rui.

Por causa disso, Rui prometeu procurar o governador sergipano Jackson Barreto para que juntos possam recorrer da decisão. Rui também convocou a bancada baiana no Legislativo, entre deputados e senadores, para dar voz ao fechamento da indústria. “Não é só o povo brasleiro que vai sofrer. É também a produção de alimentos e agricultura. Não conheço nação do mundo que produza alimentos e abra mão da produção de fertilizantes, tão essencial para produção em larga escala”, criticou.

O petista acusou a gestão do presidente Michel Temer e aliados de perseguir o Nordeste. “Não consigo entender por que os atuais ocupantes do governo federal, seus aliados nos estados, odeiam tanto o Nordeste, querem maltratar tanto o povo nordestino, aumentando desemprego, quebrando cadeias produtivas no Nordeste do Brasil”, disse o governador.

O governador da Bahia criticou o governo federal por “desmontar” a Petrobras, a indústria da construção civil e do setor naval. O governador não citou, mas as áreas são objeto de investigação da Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato.

Governo Temer

A iniciativa faz parte do processo de saída integral da produção de fertilizantes, conforme anunciado pela companhia em setembro de 2016. “A hibernação da Fábrica de Fertilizantes da Bahia é parte do nosso esforço para focar os investimentos da Petrobras em ativos que tenham menor risco e tragam mais retorno para a companhia. Nosso planejamento estratégico concentra investimentos na produção de óleo e gás no Brasil, incluindo os investimentos para aumento da produção nos campos do Nordeste”, destacou, em nota, Jorge Celestino, diretor de Refino e Gás Natural da Petrobras.

Além da fábrica da Bahia, a decisão também inclui o fechamento da unidade produtiva de fertilizantes de Sergipe. "Em função disso, o resultado anual da Petrobras, divulgado na quinta-feira (15), apresentou provisão para perda (impairment) com as fábricas de fertilizantes de R$ 1,3 bilhão", diz a Petrobras.

Importação

Com o encerramento das atividades da Fafen-BA, o abastecimento do mercado de ureia fertilizante será feito por importação - o que impacta na forma produtiva das companhias misturadoras de adubo. A Petrobras informou que realizará investimentos no Porto de Aratu de forma a viabilizar a importação de amônia e o atendimento ao Polo Petroquímico de Camaçari. Para gás carbônico, há alternativas de suprimento no próprio Polo Petroquímico de Camaçari que serão discutidas com os clientes, segundo a companhia.

Até finalizar o processo de interrupção, que deverá ocorrer até o final do primeiro semestre de 2018, a companhia informou que conversará com clientes e fornecedores para encontrar as soluções mais adequadas para a transição.

A Fafen-BA iniciou suas atividades em 1971, com foco na produção de fertilizantes nitrogenados. Os principais produtos da fábrica são amônia, ureia, gás carbônico e Agente Redutor Líquido Automotivo (Arla 32). A unidade conta atualmente com 275 empregados próprios. "A Petrobras vai implementar todos os esforços para a realocação dos empregados em outras unidades da companhia", garantiu, em nota enviada ao Notícias do Trecho.