WHAT'S NEW?
Loading...

China diz não temer guerra comercial com os EUA e promete retaliações

Contêineres em um terminal do porto de Xangai

A China deu duas mensagens claras nos últimos dias diante da iminente imposição de tarifas a seus produtos por parte dos Estados Unidos.

A primeira, que abrirá sua economia a setores agora proibidos e aumentará a proteção dos direitos de propriedade intelectual se houver diálogo.

A segunda, que não teme uma guerra comercial e responderá se os Estados Unidos agirem unilateralmente. Com Trump disposto a taxar um amplo pacote de importações chinesas, Pequim se instalou nessa segunda opção e anunciou sua intenção de tributar vários produtos agrícolas e siderúrgicos norte-americanos.