WHAT'S NEW?
Loading...

Modec busca UMS para operar no Brasil

Resultado de imagem para Modec busca UMS para operar no Brasil

A Modec lançou uma consulta ao mercado no modelo RFI (request for information) para afretar um flotel (Unidade de Manutenção e Serviços-UMS) pelo prazo de cinco meses, com início de operação em maio.

A expectativa é que a unidade opere dedicada ao FPSO Cidade de Caraguatatuba, no campo de Lapa, no cluster de Santos, que teve a produção interrompida em setembro após a verificação de uma rachadura na torre do flare.

As propostas do RFI foram entregues na última quarta-feira (10). O contrato para o afretamento da unidade prevê apenas o fornecimento do pessoal de marinha e o serviço de catering, ficando o fornecimento da equipe de bordo a cargo da Modec.

Essa é a primeira vez que a Modec contrata um flotel para dar suporte às suas atividades no Brasil. No passado, a empresa chegou a utilizar um barco da Boskalis, mas nunca havia recorrido a uma UMS.

Entre os floteis ofertados deverão figurar aqueles hoje sem contrato no exterior e UMSs que terão seus contratos de afretamento por vencer com a Petrobras até maio, caso a petroleira opte por não renovar o serviço. Uma das unidades que têm contratos perto do término com a Petrobras é a Olympia, da Gran Energia.

A Modec opera atualmente 14 FPSOs sob contrato no Brasil, sendo 12 para a Petrobras, um para a OSX e um para a Shell.

Ao todo, 11 unidades estão em operação, duas tiveram os contratos assinados no fim de 2017 e uma aguarda liberação da licença ambiental para deixar o estaleiro rumo ao campo de Tartaruga Verde.