WHAT'S NEW?
Loading...

Grandes concretagens

Resultado de imagem para Grandes concretagens

Inúmeros desafios envolviam esses grandes eventos, como por exemplo, a distância de 40 quilômetros entre a usina de concreto e a obra, a execução da concretagem de cada peça em uma única etapa, otimização do traço e redução de consumo de cimento, aliado a adição de gelo para refrigeração e controle do calor de hidratação do concreto, a falta de fornecedores locais com know-how e capacidade para fornecimento de concreto na velocidade necessária, entre outros.

O primeiro grande desafio foi a elaboração de um traço de concreto que mantivesse sua trabalhabilidade durante o transporte e fosse entregue na obra com as características especificadas pelo projetista para lançamento. Foram ensaiados aproximadamente 60 traços diferentes até a definição do ideal.

Este desafio foi superado com grande sucesso pela equipe de engenharia e suprimentos da UN, apoiadas por um consultor de concreto.

Simultaneamente ao desenvolvimento do melhor traço para o concreto, a equipe se debruçou no estudo detalhado de todas as etapas do processo, com ensaios e estudos logísticos, dimensionamento de máquinas, colaboradores e treinamentos de todos os envolvidos, para que a evolução de todos os itens e etapas necessárias à operação fosse realizada com excelência.

As ferramentas da Estratégia de Produção & Logística apoiaram o time da obra na elaboração dos planos logísticos nas áreas da usina e da obra, detalhando todas as rotas de abastecimento, expedição e descarte do concreto e seus insumos, além do posicionamento de cada equipamento estacionário e suas funções, sempre com o incremento de redundâncias para o caso de algum dos equipamentos falhar. Estas ações tinham como objetivo uma concretagem ininterrupta durante toda a operação, pois caso houvesse uma interrupção maior que 1h30min no lançamento de concreto, a operação deveria ser abortada e a base demolida.

Ao longo das operações, todos os dados foram controlados e assim melhorias foram identificadas e implantadas, otimizando continuamente o tempo das operações. Com isso, o ganho de produção pôde ser observado em cada base concretada. A coleta de dados também possibilitou o aperfeiçoamento das operações de concretagem a cada novo evento. Estes dados serão disponibilizados na Memória Técnica da HTB para que toda a empresa possa utiliza-los em outros empreendimentos.

Ainda há grandes desafios, como pilares com volume de 115 m³ cada e 12,30 metros de altura, além de uma laje com 3,20 metros de espessura a uma altura de 15,50 metros e com volume de aproximadamente 1.700 m³, a ser realizada em uma única concretagem. No período do mês de outubro, foram lançados 9.100 m³ de concreto. Sendo o pico atingido, até o momento de 11,065 m³ no período de 10.10.2017 a 04.11.2017.

“As ferramentas do SHGO estão sendo de suma importância para o sucesso e aprimoramento destes desafios tão representativos. Sem elas certamente os desafios já superados seriam conquistados com muito mais suor. Os próximos eventos estão muito mais fáceis de serem superados com o SHGO implantado em nossa obra.”, relata Danilo Pessoa, engenheiro de suprimentos da UN.

Dados Técnicos 

Volume de concreto 1.741 m³

Gelo utilizado 133,5 T

Cimento utilizado 566 T

Agregados utilizados 3.220 T

Agua utilizada (concreto) 354 m³

Duração 18h

Total Viagens (caminhões betoneiras) 221

Caminhões betoneiras 45

Bombas lanças 4 operando + 1 reserva

Profissionais envolvidos (diferentes turnos) 300