WHAT'S NEW?
Loading...

Falta de infraestrutura portuária afeta indústria baiana

Resultado de imagem para estaleiro Paraguaçu  NOTICIAS TRECHO

Segundo matéria publicada no Jornal A Tarde do último dia 6, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban, prevê “um ano de grandes perdas para a indústria baiana e perspectivas mais otimistas para 2018”.

A avaliação considera dados do relatório do Banco Central, que estima um crescimento de 2% na produção industrial brasileira, em 2017, e queda de 1,5% na Bahia. Alban disse ainda que, apesar de ser a 7ª economia do país, ter maior PIB que Pernambuco e Ceará, a Bahia não sedia grandes grupos econômicos, à exceção da Odebrecht/Braskem. Segundo ele, o “maior empecilho é a falta de estrutura. A situação do estaleiro Paraguaçu e a falta de estrutura portuária fazem parte deste contexto”, afirmou.