WHAT'S NEW?
Loading...

Empresa belga lança primeira embarcação de hidrogênio classificada pela LR

Resultado de imagem para Compagnie Maritime Belge (CMB)

A empresa marítima Compagnie Maritme Belge (CMB), com sede em Antuérpia, lançou o primeiro navio de passageiros movido a hidrogênio, classificado pela empresa Lloyd's Register (LR).  A embarcação foi batizada de Hydroville.

O navio, do tipo catamarã,  é o primeiro a ser autorizado a utilizar hidrogênio para alimentar seu motor. A vantagem é que, assim, não emite CO2, partículas ou óxidos de enxofre na atmosfera durante a navegação. Este novo conceito de motores injetados com hidrogênio não está coberto pelas regras da Lloyd's Register, portanto, uma nova abordagem foi necessária para a aprovação.

O Hydroville foi projetado principalmente para testar o uso de hidrogênio. O objetivo é que essa tecnologia possa ser levada para embarcações maiores. O navio servirá para transportar funcionários do Porto de Antuérpia pelo rio Escalada. O projeto é parte dos esforços do complexo marítimo para tornar sua frota mais "verde".

"O projeto também é uma vitrine para a LR", afirmou o chefe global de sistemas de engenharia da companhia, Ed Fort. "Demonstra nossas capacidades em avaliações de risco de hidrogênio e é um passo em direção ao uso mais amplo de hidrogênio como combustível para motores de combustão e geração de energia alternativa tecnologias como células de combustível. A LR está assumindo um papel de liderança na garantia da implantação segura de fontes de combustível alternativas para o transporte ".

Na semana passada, a Lloyd's Register e os Serviços de Assessoria Marítima da Universidade (UMAS) lançaram 'Zero Emission Vessels 2030', um estudo que examina a viabilidade de embarcações de emissão zero - identificando o que precisa ser feito para torná-los viáveis ?e uma solução competitiva para a descarbonização. Uma das conclusões do relatório foi que o Hydroville tem um baixo custo e emissão de zero carbono combustível ou energia.

Katharine Palmer, Gerente de Sustentabilidade Global da LR, disse: "Não há dúvida de que a descarbonização é um grande desafio para o nosso setor e temos a responsabilidade clara de garantir que as ações sejam tomadas para reduzir nossas emissões operacionais a zero em um ritmo de ações de correspondência resto do mundo e outros sectores industriais ".