WHAT'S NEW?
Loading...

EMPREGOS: Empresa chinesa vai investir US$ 10 bilhões para construir refinaria no Maranhão

Grupos internacionais liderados por uma gigante chinesa pretendem construir uma refinaria no Maranhão. O anúncio foi feito nesta última sexta-feira (24) pelo secretário de Óleo e Gás do ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, que não revelou o nome da empresa.

No entanto, segundo um executivo que acompanha as negociações, a empresa é a Sinopec, que já atua no Brasil na exploração e produção de petróleo. O secretário informou ainda que a capacidade deve ser de até 300 mil barris diários de petróleo e poderá representar investimentos entre US$ 8 bilhões a US$ 10 bilhões.

A refinaria seria construída no mesmo local onde anos atrás a Petrobras chegou a realizar os trabalhos de terraplenagem para a construção de uma refinaria, projeto que foi cancelado após o caso de corrupção revelado pela Operação Lava-Jato. O secretário falou após participar da solenidade de pose do novo diretor da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Dirceu Andreolli, que agora está com seu quadro completo.

De acordo com o secretário, as negociações com os grupos estrangeiros tiveram início com o governo do Maranhão envolvendo China, Irã e Índia. Atualmente, as empresas chinesas extraem o petróleo e levam para seu país. Neste caso, o petróleo seria refinado aqui, abastecendo o mercado interno, e, em compensação, o Irã forneceria petróleo para a China. O ministro lembrou que atualmente o Brasil está importando entre 500 mil a 500 mil barris por dia de derivados de petróleo.

— O assunto ainda não está bem definido, mas seria uma empresa chinesa que vai construir em parceria com empresários brasileiros e governo iraniano. A Índia também está participando das negociações, mas eu diria que o negócio está mais para a China e o Irã — destacou o secretário.