WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras destitui Gerente de Produção da FAFEN-BA

Resultado de imagem para FAFEN bahia

Em e-mail enviado a redação do Notícias do Trecho o  Sindipetro (Bahia) informou que a Petrobras resolveu destituir o atual gerente de produção da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia e que os trabalhadores da FAFEN-BA e o Sindipetro receberam com esperança o afastamento.

Informaram que há muito tempo a força de trabalho reclamava da crise de gestão da gerência de produção da fábrica com inúmeras iniciativas prejudiciais à segurança e a ambiência entre os trabalhadores, supervisores e até coordenadores de turno. Por último vinha obrigando os trabalhadores a uma carga excessiva de trabalho com sucessivos retornos em interstício na madrugada expondo os trabalhadores e motoristas a risco de assalto, como ocorreu com um de seus subordinados em junho deste ano.

Em sua gestão, e com o auxílio dos gerentes setoriais, transformou os supervisores de turno em meros fantoches sem autonomia sequer para aprovar justificativas de atraso e pedido de férias. Hoje, esses supervisores só têm o direito de dizer “não” ao trabalhador. Isso acarretou na FAFEN manifestação inédita de renúncia coletiva aos postos de supervisão.

Também contribuiu para o deserto que virou o Centro Integrado de Controle da FAFEN (foto), defendendo a redução de efetivo, através do estudo de “O&M” que concluiu que o operador de painel é “ocioso”. Hoje o operador de painel sequer pode ir ao banheiro por falta de backup.

Por outro lado, o Sindipetro da Bahia teme que isso seja uma estratégia da FAFEN para viabilizar sua transferência para outra unidade, já que alguns “amigos” do Gerente Geral estão conseguindo sair da FAFEN com o risco de fechamento da unidade, mesmo que aos outros trabalhadores esse pedido tenha sido repetidamente negado.

Na nota ao Notícias do Trecho, o Sindipetro diz que io fato é extremamente prejudicial aos negócios da Petrobras pois a experiência mostrou que por onde o ex-gerente passa deixa “terra arrasada”.

Mesmo assim, os trabalhadores esperam por um novo tempo na forma de gerir a Produção da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da Bahia restabelecendo a paz dentro da unidade.

O Sindipetro Bahia, mesmo com a mudança do gestor, não deixará de acompanhar de perto tudo que for inerente aos interesses dos trabalhadores da FAFEN e espera que o próximo gerente tenha mais maturidade, capacidade de diálogo e discernimento para poder estar presente na mesa de negociação todas as vezes que for necessário.