WHAT'S NEW?
Loading...

Ex-diretor da Eletronuclear pede anulação de processo

Resultado de imagem para Eletrobras José Eduardo Brayner

Acusado de receber propina nas obras de Angra 3, o ex-diretor a Eletrobras José Eduardo Brayner pediu anulação do processo nas alegações finais entregues ao juiz Marcelo Bretas.

Segundo seus advogados, não há provas de que ele teria “solicitado, aceitado, ou mesmo recebido qualquer vantagem indevida”.

Também afirmam que não há nenhuma base para a acusação de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e obstrução à investigação criminal.

“Diante do exposto, levando em consideração não restar comprovado a prática consciente de crimes, por parte do ora Defendente, dentro de uma organização criminosa que, se existe, desconhece por completo sua existência e finalidade, bem como a ausência de qualquer ajuste entre este e o então presidente OTHON, apontado como líder, imperiosa a absolvição do acusado no que diz respeito a imputação do delito de organização criminosa”, escreveram os advogados, citando Othon Luiz Pinheiro da Silva, ex-dirigente da Eletrobras condenado a 43 anos de prisão por corrupção.