WHAT'S NEW?
Loading...

Empresa chinesa de transporte ferroviário estuda investir no Brasil

Resultado de imagem para China Railway Rolling Stock (CRRC)

Uma comitiva da China Railway Rolling Stock (CRRC) América Latina Corporation foi recebida pelo governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini. A empresa é considerada a maior fornecedora mundial de equipamentos de transporte ferroviário. Os chineses vieram ao Rio Grande do Sul para conhecer os planos de desenvolvimento do governo, a estrutura dos sistemas rodoviário e ferroviário do estado e a área de pesquisa em ciência e tecnologia.

Sartori afirmou que a presença de mais uma empresa estrangeira no estado deve colaborar para a atração de mais investimentos. “Para nós, é extremamente importante investimentos estrangeiros para termos uma economia mais desenvolvida, que ofereça melhores condições de vida para os gaúchos”, afirmou.

A audiência tratou do interesse da empresa na reforma de trens, no fornecimento de equipamentos para o parque eólico de Cerro Chato e em investimentos no ônibus elétrico, projeto de inovação em desenvolvimento pelo Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação na Área de Mobilidade Urbana, Logística e Transporte (Mult).

O presidente da CRRC, Liu Ming, reforçou a intenção de fechar parcerias com outros empreendimentos gaúchos. “Esta é a nossa primeira visita ao estado e fomos bem recebidos. Exportamos para mais de cem países e temos interesse em uma colaboração com empresários gaúchos”, afirmou.

Nesta semana, a comitiva visitou a Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, onde conversaram com as empresas Agrale e Randon; as secretarias dos Transportes e de Minas e Energia; a empresa Trensurb e as prefeituras de Porto Alegre e Canoas. Nos próximos meses, os chineses devem enviar comitivas técnicas para visitar Tresurb, Cerro Chato e Agrale.

Sobre a CRRC

As principais atividades da empresa abrangem a produção de equipamentos de transporte ferroviário, infraestrutura urbana, novos materiais, indústrias, serviços e negócios de importação e exportação.

Com investimento de 1,408 milhão de euros para pesquisa e desenvolvimento, a empresa do governo chinês ocupou o 96º lugar, em investimento, entre as empresas globais para pesquisa e desenvolvimento em 2016.

A comitiva entregou ao governador uma miniatura de um dos trens que fabrica na China, e que tem potência para viajar a 380 km/h.