WHAT'S NEW?
Loading...

ANP apresenta áreas das rodadas em São Paulo

Resultado de imagem para ANP apresenta áreas das rodadas em São Paulo


O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, apresentou para o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, as áreas que serão oferecidas nos próximas rodadas de licitações da Agência. De acordo com o diretor-geral, o estado de São Paulo caminha para se tornar o segundo maior produtor nacional de petróleo ao longo da próxima década, ultrapassando o Espírito Santo e ficando atrás apenas do Rio de Janeiro.

Décio Oddone afirmou que os próximos leilões programados até 2019 têm potencial para atrair US$ 40 bilhões em investimentos para o estado de São Paulo, o que corresponde à metade dos aportes previstos no País com essas rodadas. Com isso, São Paulo deve saltar de uma produção diária de 330 mil barris de petróleo por dia para 1,1 milhão de barris por dia, o que irá gerar US$ 11 bilhões em royalties para os cofres paulistas ao longo da duração dos contratos resultantes das rodadas.

Além do governador, também assistiram à apresentação o secretário estadual de Energia e Mineração, José Carlos Meirelles, outros secretários, representantes de estatais e de instituições de ensino e pesquisa.

São Paulo é atualmente o terceiro maior produtor de petróleo e o segundo de gás natural no Brasil. Em abril de 2017, o estado produziu 331 mil barris de petróleo por dia, equivalente a 13% da produção nacional, e 18,7 milhões de metros cúbicos de gás natural, que corresponde a 18% da produção brasileira. O estado possui seis campos produtores.

Rodadas de Licitações

A 14ª Rodada de Licitações da ANP, prevista 27 de setembro de 2017, oferecerá 76 blocos na bacia de Santos, dos quais 57 localizados total ou parcialmente no litoral do estado de São Paulo. Contudo, a área em oferta na 14ª Rodada está localizada fora do polígono do pré-sal. Os bônus de assinatura mínimos variam de R$ 9,35 milhões a R$ 26,36 milhões nos blocos localizados no litoral paulista.

Ao todo, na 14ª Rodada de Licitações, serão ofertados 287 blocos em 29 setores de nove bacias sedimentares, totalizando área de 122.615,71 Km2. O certame tem por objetivos ampliar as reservas e a produção brasileira de petróleo e gás natural, ampliar o conhecimento das bacias sedimentares, descentralizar o investimento exploratório no País, desenvolver a pequena indústria petrolífera e fixar empresas nacionais e estrangeiras no País, dando continuidade à demanda por bens e serviços locais, à geração de empregos e à distribuição de renda.

Este ano também estão previstas duas rodadas de partilha da produção, que serão realizadas em 27 de outubro e oferecerão áreas nas bacias de Campos e Santos. No litoral de São Paulo, serão oferecidas as áreas de Norte de Carcará e Entorno de Sapinhoá (parcialmente no litoral do Rio de Janeiro) na Segunda Rodada de Partilha , e a área de Peroba (entre São Paulo e Rio de Janeiro) na Terceira Rodada de Partilha.