WHAT'S NEW?
Loading...

Petrobras tira Andrade Gutierrez da lista negra de empresas vetadas em licitações

Resultado de imagem para noticias trecho Andrade Gutierrez

A Petrobras anunciou na última quinta-feira (8) que fechou acordo com a Andrade Gutierrez que permitirá a retirada da construtora da lista de empresas vetadas de participar de licitações da estatal desde dezembro de 2014.

"Entre as obrigações e compromissos assumidos, está a manutenção, por parte da Andrade Gutierrez, de um programa de integridade efetivo, em conformidade com a legislação anticorrupção e constituído de pontos de melhoria específicos estabelecidos pela Petrobras e sujeitos a verificação contínua, incluindo a possibilidade de realização de auditoria pela Petrobras", informou a estatal.

A Andrade Gutierrez está entre as empresas que já firmaram acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF). Além de aceitar pagar multa de R$ 1 bilhão, a empreiteira se comprometendo a adotar medidas como a criação de uma estrutura interna de conformidade, adoção de canais independentes de denúncia e de códigos de ética e de conduta em alinhamento com a legislação anticorrupção.

Atualmente, segundo o Petrobras, outras 20 empresas pertencentes a grupos econômicos citados na Operação Lava Jato seguem impedidas de participar das licitações da petroleira.

Segundo a Petrobras, o bloqueio cautelar visa "resguardar a companhia e suas parceiras de danos de difícil reparação financeira e prejuízos à sua imagem".

No final de maio, a Petrobras anunciou a retirada da Carioca Engenharia da lista.

Também na última quinta-feira, a Petrobras anunciou que cancelou antecipadamente um contrato de fornecimento de gás natural com a empresa Âmbar, do grupo J&F, para a UTE Mário Covas (UTE Cuiabá) por violação de cláusula contratual que trata da lei anticorrupção. "A Petrobras tomou conhecimento das gravações de delações premiadas de executivos do grupo J&F, de que cometeram atos que violam a legislação anticorrupção vigente", informou a companhia.