WHAT'S NEW?
Loading...

Maersk Supply Service atrasa a entrega de nove embarcações

Resultado de imagem para Maersk Supply construção no Estaleiro Kleven

A Maersk Supply Service (MSS) resolveu fazer alguns acordos acordos com dois estaleiros para atrasar a entrega de nove de seus novos navios devido à atual situação do mercado.

Um total de cinco barcos de manuseio de âncoras (AHTS) em construção no Estaleiro Kleven da Noruega e quatro embarcações de apoio submarinas em construção no Cosco Dalian na China tiveram suas entregas adiadas.

Tanto a Maersk Supply quanto os estaleiros consideraram esta a melhor solução possível, dada a situação atual do mercado, fortemente impactado pela crise mundial e pelo baixo preço do barril de petróleo.

A primeira embarcação de manuseio de âncoras da Classe Starfish, o Maersk Master, foi entregue em março deste ano, enquanto o segundo navio da classe será entregue no final de junho. Os próximos três navios dessa classe que estão sob a responsabilidade do Estaleiro Kleven serão agora entregues da seguinte forma: dois em 2018, e o último no início de 2019.

Os quatro navios de apoio submarino da classe Stingray que estão sob a responsabilidade do Estaleiro Dalian Cosco serão adiados, tendo suas novas datas de entrega do previstas entre o segundo semestre de 2017 até a final do primeiro semestre de 2018, segundo a Maersk Supply Service.

“É nossa prioridade otimizar as opções de utilização de nossos novos barcos e estamos confiantes de que o novo cronograma de entrega beneficiará a empresa, dando uma boa vantagem competitiva à Maersk Supply Service”, declarou recentemente Steen S. Karstensen, CEO da Maersk Supply Service.

A crise vai prosseguindo, mas as grandes empresas seguem em suas caminhadas, adaptando, modificando e muita vezes se reinventando.

Só não podem ficar paradas, passivas ao que acontece, e a Maersk segue fazendo seu dever de casa e driblando o mau tempo à sua maneira.


Por Rodrigo Cintra